Portugueses do Black Mamba e cantora Áurea abrem Sunset com vigor
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Portugueses do Black Mamba e cantora Áurea abrem Sunset com vigor

Eliana Souza

15 Setembro 2013 | 16h07

 

Julio Maria, direto da Cidade do Rock

 

Soul music da terrinha

No começo ficou tudo meio estranho. Um vocalista e guitarrista de visual texano, chapéu de caubói e sapatos brancos, e uma cantora loira e charmosa fazendo um soul pop bastante norte-americano. Quando falam com as pessoas, porém, falam um português perfeito, com sotaque de Portugal. O grupo Black Mamba e a cantora Áurea são isso mesmo. Atrações trazidas de Portugal para fazer música norte-americana, abrindo o Palco Sunset deste domingo. Fazem um show honesto, mas que carece de esforço de seus líderes para que a plateia seja conquistada. Deu certo. Eles começaram a cantar para 100 pessoas e, quando acabaram, havia mais de 500 à sua frente. O vocalista Pedro Tatanka só não precisava tentar se comunicar com os brasileiros em inglês. É aí que ficava tudo surreal mesmo.

Foto: Marcos de Paula/ Estadão

Mais conteúdo sobre:

Rock in Rio 2013