Polícia dos EUA se explica sobre vídeo em que Marilyn Manson é algemado
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Polícia dos EUA se explica sobre vídeo em que Marilyn Manson é algemado

O Estado de São Paulo

31 Julho 2018 | 11h05

Na segunda-feira, 30, o cantor Marilyn Manson surpreendeu os seus seguidores ao postar, em suas redes sociais, um vídeo em que aparece sendo algemado pela polícia, sem dar, porém, explicações sobre o ocorrido. Coube à polícia da pequena cidade de Bangor, no Estado do Maine, nos EUA, esclarecer o que houve, por meio do Facebook.

O cantor Marilyn Manson sendo algemado por um policial em vídeo publicado em suas próprias redes sociais. Foto: Instagram/Marilyn Manson

O diretor do Departamento de Polícia do Maine, Tim Cotton, que mantém a bem-humorada página da delegacia no Facebook, revelou que tudo não passou de uma pegadinha com um de seus policiais, Curtis Grenier. “Para nos livrar de algumas ligações, Marilyn Manson foi apenas algemado e liberado logo em seguida”, escreveu no início do post.

++ Marilyn Manson faz fã retirar camiseta do Avenged Sevenfold durante show na Espanha

“O policial Curtis Grenier, que tipicamente ouve apenas Enya, e um pouco de Oasis, foi postado nos bastidores do Impact Music Festival“, continua a publicação, em tom jocoso. “Ele não reconheceu  o Sr. Manson sem sua maquiagem de palco – nossas desculpas.”

But the cops like me…

A post shared by Marilyn Manson (@marilynmanson) on

O post do Departamento de Polícia continua zombando de seu policial. “Mais tarde, ao se aproximar de Rob Zombie, o policial Grenier foi ouvido dizendo, ‘eu nunca o vi em The Walking Dead, então não sei o que tem demais.”

Para finalizar a publicação, a página do Facebook escreve que Grenier foi afastado de atividades em bastidores de shows no futuro, com exceção de concertos relacionados à Disney.

Marilyn Manson, de 49 anos, estava no Maine para participar do Impact Music Festival ao lado de Rob Zombie, com quem divide a turnê Twins Of Evil.

Mais conteúdo sobre:

Marilyn Manson