Novos Baianos comandam um carnaval do Palco Sunset
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Novos Baianos comandam um carnaval do Palco Sunset

Eliana Souza

21 Setembro 2013 | 19h07

Roberto Nascimento

O início do dia foi de acertos na programação do Palco Sunset, que traz parcerias entre artistas novos e velhos, nacionais e internacionais, que tenham algo em comum. No início da tarde, a Orquestra Imperial recebeu o cantor italiano Jovanotti para uma jam session pagodeira. E às 16h, a voz de Roberta Sá caiu como luva entre a dupla Pepeu Gomes / Moraes Moreira, no segundo show do dia. Longe da cantora intimista, conhecida por releituras etéreas de ritmos populares, Roberta estava ancorada em uma dimensão mais prática ao lado dos velhos Novos Baianos. Com bela técnica, acertou todas as melodias sem esforço, e se fez imprescindível ao deixar sua voz soar da forma mais direta possível, sem máscaras estilísticas para açucarar as interpretações.

No Palco Sunset, Pepeu Gomes e Moraes Moreira

Subiu ao palco depois de uma versão instrumental corriqueira de Maracatu Atômico, com solos de Pepeu. Atacou direto com Tinindo Trincando, em uma série de releituras do clássico Acabou Chorare que elevou a plateia a uma buena onda vespertina com a simplicidade graciosa das melodias do grupo. É claro que alguém há de dizer que Roberta não é Baby Consuelo, mas ao menos não buscou recriar a voz da cantora, e atuou de contraponto a Moraes Moreira, aprumando a afinação do cantor mais que uma vez. Quando chegaram em Preta Pretinha, o público já estava rendido. Pepeu rabiscava seus comentários musicais, e Moraes regia o coro da multidão festeira. Brasil Paneiro fechou a vitória dos baianos no Rock in Rio, transformando-se em frevo para uma multidão carnavalesca.