Novo livro oficial dos Beatles traz revelações sobre ‘Let it Be’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Novo livro oficial dos Beatles traz revelações sobre ‘Let it Be’

Ubiratan Brasil

17 de setembro de 2020 | 09h39

Um novo livro oficial sobre os Beatles – o primeiro desde a publicação de sua Antologia, em 2000, e que vai reunir mais de uma centena de conversas dos músicos e material gráfico – será publicado em agosto de 2021. Segundo a imprensa britânica, The Beatles: Get Back irá revelar a história por trás daquele que foi o último álbum lançado pelo famoso quarteto de Liverpool, Let It Be

Além de material gráfico inédito, o trabalho será alimentado por mais de 120 horas de conversas que foram transcritas de sessões de estúdio gravadas pelo lendário grupo, formado por Paul McCartney, Ringo Starr, George Harrison e John Lennon. Em agosto do próximo ano, um documentário homônimo, dirigido por Peter Jackson, será também lançado.

Estúdio. Os Beatles, durante gravação do álbum ‘Let it Be’. Foto Apple Corps/Reuters

Segundo o jornal britânico The Guardian, o livro dos Fabulous Four terá como foco as conversas que os músicos tiveram em janeiro de 1969 e permitirá ao leitor, por exemplo, aprofundar-se em algumas das discussões surgidas internamente. Como, por exemplo, o momento em que Harrison deixou uma das sessões de estúdio enquanto a banda britânica gravava canções a pedido de um comercial de televisão ou o momento em que Lennon se referiu a relação com seus companheiros como “um inferno”.

Apesar dessas notórias desavenças internas, as obras daquela época são consideradas entre as melhores de seu repertório. As canções gravadas então foram posteriormente mixadas e lançadas em maio de 1970 em um álbum que recebeu o título de Let It Be (em vez do original Get Back). O último álbum gravado pelo quarteto foi Abbey Road, lançado antes de Let it Be.

Livro. Capa de ‘The Beatles: Get Back’, que será lançado em agosto de 2021. Foto Apple Corps/Reuters

O livro contará com uma introdução do romancista, roteirista e diretor britânico de origem paquistanesa Hanif Kureishi, para quem aquele período da história do grupo foi “produtivo”, pois “alguns de seus melhores trabalhos foram criados”. Nas palavras de Kureishi para o Guardian, os leitores podem testemunhar “alguns dos primeiros rascunhos da banda, seus erros, suas digressões, o tédio, as ilusões, as improvisações e as descobertas repentinas que levaram ao trabalho que hoje que conhecemos e admiramos”.

Peter Jackson também escreverá um prefácio para o livro, que incluirá centenas de imagens inéditas, tiradas por Ethan Russell e Linda McCartney. As transcrições das conversas coletadas para o livro foram editadas pelo jornalista John Harris, do Guardian. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:

BeatlesPAUL MCCARTNEY;SHOW;BEATLES;

Tendências: