Morte de Chester Bennington foi similar à de Chris Cornell
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Morte de Chester Bennington foi similar à de Chris Cornell

O Estado de São Paulo

21 de julho de 2017 | 15h30

Corpo do vocalista do Linkin Park foi encontrado já morto na casa onde morava, na Califórnia 

Chester Bennington, do LInkin Park (Foto: John Shearer/AP)

O site TMZ, responsável por ser o primeiro dar a notícia sobre a morte de Chester Bennington, vocalista do Linkin Park, nesta quinta-feira, 20, traz mais informações sobre as circunstâncias da morte do músico de 41 anos.

De acordo com a publicação, Bennington, que tinha 6 filhos, foi encontrado por uma funcionária da casa dele na manhã da quinta com um cinto amarrado no pescoço. A outra extremidade do cinto estava presa na porta que separava o quarto dele e o closet.

O site lembra que a circunstância foi similar à da morte de Chris Cornell, há dois meses, também por enforcamento – o vocalista do Soundgarden usou uma cinta de ginástica para tirar a própria vida.

Cornell e Bennington haviam se aproximado bastante nos últimos anos. O segundo, inclusive, cantou no funeral de Cornell e publicou uma carta emocionada em homenagem ao amigo.

O lado do corpo de Bennington foi encontrado próximo de uma garrafa de bebida alcoólica meio vazia. Não foram encontrados bilhetes de despedida ou indícios de que Bennington tenha usado drogas.

A morte do vocalista chocou os companheiros de banda que teriam uma sessão de fotos para ajudar a divulgar a próxima turnê ainda naquele dia, na quinta. Duas horas antes, a banda havia liberado um novo videoclipe.

Tudo o que sabemos sobre:

Chester BenningtonChris CornellLinkin Park

Tendências: