Morre Bert Stern, fotógrafo que fez as últimas imagens de Marilyn Monroe
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Morre Bert Stern, fotógrafo que fez as últimas imagens de Marilyn Monroe

Eliana Silva de Souza

28 de junho de 2013 | 11h27

Bert Stern e Marilyn Monroe

O fotógrafo Bert Stern, reconhecido por seus célebres retratos de estrelas do cinema, como Elizabeth Taylor, Audrey Hepburn e Marilyn Monroe, a quem realizou sua última sessão de fotos, morreu aos 83 anos na última quarta-feira (26) em Nova York, informou nesta sexta a imprensa americana.

A morte de Stern foi anunciada pela atriz Shannah Laumeister, casada secretamente com o renomado fotógrafo em 2009. Apesar de ter confirmado sua morte, a esposa de Stern evitou dar mais informações e, inclusive, mencionar a causa de seu falecimento.

Embora seja uma unanimidade entre os fotógrafos, Bert Stern adquiriu relevância mundial ao retratar a mítica Marilyn Monroe sem roupas. Realizada entre os dias 24, 25 e 26 de junho de 1962, essa sessão de fotos seria a última da loira mais famosa de Hollywood, já que ela morreu seis semanas mais tarde, no dia 5 de agosto desse mesmo ano.

A atriz Sophia Loren e o escritor Truman Capote também posaram para Stern, que também assina o clássico retrato da atriz Sue Lyon com óculos de sol em forma de corações. A imagem em questão ganhou destaque ao ser usada como capa do filme “Lolita”, de Stanley Kubrick.

Filho de judeus imigrantes, Stern nasceu no Brooklyn em 1929 e empreendeu uma carreira na fotografia de grande sucesso, trabalhando para marcas como Smirnoff e terminando no set do filme “Cleópatra” (1963), no qual retratou o casal formado por Liz Taylor e Richard Burton.

No entanto, a vida pessoal de Stern não foi tão bem-sucedida como a profissional, já que o fotógrafo teve um casamento fracassado com a dançarina Allegra Kent, viu suas finanças irem às ruínas e tinha uma delicada saúde. EFE

 

Tudo o que sabemos sobre:

BERT STERN; MARILYN MONROE; FOTO

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.