Maternidade ajudou Sandra Bullock em novo filme ‘Bird Box’, da Netflix
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Maternidade ajudou Sandra Bullock em novo filme ‘Bird Box’, da Netflix

O Estado de São Paulo

12 de dezembro de 2018 | 12h53

Por Pedro Rocha, especial para o Estado

Em seu novo filme, Bird Box, a atriz Sandra Bullock vive uma mãe que precisa se arriscar para salvar seus dois filhos de um perigo que eles não podem ver. Uma ameaça mortal que destrói quem olha para ela. Por isso, no longa, os personagens precisam o tempo inteiro estar vendados.

Para Sandra, que também é mãe de dois filhos na vida real, sua inspiração para atuar no filme veio da sua própria experiência. “Qualquer mulher que seja mãe, ou qualquer pessoa que tenha mãe, sabe a força de uma mãe”, brincou a atriz numa coletiva de imprensa em São Paulo, no início desta semana, realizada pela Netflix, que estreia o filme com exclusividade no streaming em 21 de dezembro.

Os atores Sandra Bullock e Trevante Rhodes, e o produtor Dylan Clark de ‘Bird Box’, da Netflix. Foto: Divulgação/Netflix

No final de semana, Sandra esteve na Comic Con Experience para apresentar o filme. Por lá, inclusive, gravou um vídeo da multidão cantando “Parabéns” pelo aniversário do filho mais velho, Louis, de oito anos, que não veio ao País. Sandra é mãe também de Laila, de seis anos. Ambos foram adotados pela atriz.

“Por muito tempo, as mães foram representadas, nos filmes, de uma forma etérea”, criticou a atriz durante a coletiva. “Eu não sou uma mãe assim. Tenho medo e me preocupo todos os dias com os meus filhos”, completou a atriz, afirmando que o medo é o que move sua personagem no longa. “Medo foi o que senti durante todo o filme, imaginando o que aconteceria com meus dois filhos se essa situação fosse real.”

Para o parceiro de Sandra no filme, o ator Trevante Rhodes, que também esteve no Brasil, o maior desafio de Bird Box foi gravar com os olhos vendados. “É a coisa mais animadora, mas também estressante, num sentido de que eu nunca fiz antes.” Sandra revela que eles tiveram a ajuda de uma pessoa cega, na vida real, que ensinou alguns truques para sentir o espaço, sem enxergar. Segundo a atriz, as únicas cenas gravadas em que ela tirava parte da venda que cobria os olhos eram com as crianças. “A maior parte do tempo estávamos sem enxergar, a não ser que estivéssemos com as crianças, eu removia parte da venda para poder ver pelo menos seus contornos, porque prometi aos pais que devolveria seus filhos inteiros ao final do dia.”

Durante a coletiva, Sandra, apesar de falar seriamente sobre o filme, divertiu a todos com o seu bom humor. Boa parte de Bird Box foi gravado numa casa, em que os atores ficavam também para descansar e confraternizar. “Ninguém saía dessa casa. Geralmente os atores ficam em seus trailers jogando videogame, aprendendo a tocar violão ou tendo um caso”, brincou. “Mas dos casos eu nunca fico sabendo, sou sempre a última a saber quem está dormindo com quem. A não ser que seja eu dormindo, então sei exatamente quem está tendo o caso.”

Brincadeiras à parte, a atriz elogiou a diretora do filme, Susanne Bier, por criar uma boa atmosfera entre o elenco. “Ela criou um ambiente em que a casa se tornou assustadora e isolada. Se você estava cansado, poderia deitar no sofá. Todos vivemos na casa pela primeira metade do filme e se tornou algo bem confortável”, explicou. Além dela e de Trevante, nomes como John Malkovich e Sarah Paulson estão no elenco e dividiram a casa.

Bullock usou seu bom humor para falar, também, sobre trabalhar ao lado de uma cineasta mulher. “Eu não vejo diferença em trabalhar com um pênis ou uma vagina”, brincou. “Eu gosto de um bom cineasta que não tenha medo de dirigir. Susanne sabia exatamente o que queria, deu seu tom logo no início.”

Na entrevista, a atriz agradeceu ainda à recepção dos fãs no Brasil durante seu painel na Comic Con Experience, em São Paulo. “Pensei que deve ser assim que as estrelas do rock se sentem. Parecia que eu estava numa banda de rock”, comentou.

Mais conteúdo sobre:

NetflixSandra Bullock