Marvel: ‘Um super-herói latino não só é possível, mas provável’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Marvel: ‘Um super-herói latino não só é possível, mas provável’

O presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, refletiu sobre os 10 anos do universo cinematográfico da marca

O Estado de São Paulo

23 de julho de 2017 | 18h35

SAN DIEGO — O presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, assegurou neste sábado, 22, durante a Comic-Con que a presença no futuro de um super-herói latino em seus filmes não só é “possível”, mas que é “provável”.

“Acredito que é possível. Mais que isso: acredito que é provável, sim”, respondeu o máximo responsável pelos filmes da Marvel ao ser perguntado sobre o futuro das obras da Marvel com um super-herói latino.

Feige atendeu aos meios de comunicação em San Diego (EUA) poucos minutos após a esperada apresentação da Marvel na Comic-Con, na qual a companhia revelou detalhes de seus próximos filmes como Thor: Ragnarok, Pantera Negra e Vingadores: Guerra Infinita.

Kevin Feige, from left, Taika Waititi and Chris Hemsworth attend the

Kevin Feige, Taika Waititi, Chris Hemsworth na Comic-Con San Diego. Foto: Richard Shotwell/Invision/AP

O executivo refletiu sobre a gestação do universo cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês): o conjunto entrelaçado de filmes sobre personagens como Homem de Ferro, Thor e Capitão América que respondem, em último caso, a um mesmo fio narrativo.

Em 2018, se completam dez anos do filme que iniciou este ambicioso projeto cinematográfico, Homem de Ferro, e Feige disse que ver tudo o que conseguiu é “incrível”.

“Pensar que entre esse primeiro anúncio que fizemos aqui, nesta convenção, de ‘Homem de Ferro’, e todo o caminho até agora, que no ano que vem se completam dez anos, é realmente assombroso”, afirmou Feige.

Ele também destacou que segue se surpreendendo ao caminhar pelos corredores da Comic-Con e sentir a paixão dos fãs, que vestem “cosplay” (termo específico para se referir às fantasias de seus personagens preferidos) de Dr. Strange e inclusive Hela, a vilã interpretada por Cate Blanchett no filme Thor: Ragnarok que nem sequer estreou nos cinemas. / EFE

Mais conteúdo sobre:

MarvelComic Con