Jeff Buckley, Bob Dylan, Rufus Wainwright: 9 versões de ‘Hallelujah’, a música mais célebre de Leonard Cohen
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jeff Buckley, Bob Dylan, Rufus Wainwright: 9 versões de ‘Hallelujah’, a música mais célebre de Leonard Cohen

Guilherme Sobota

11 de novembro de 2016 | 09h32

A man lights a candle in front of the home of legendary singer and poet Leonard Cohen Thursday, Nov. 10, 2016, in Montreal. Cohen, the baritone-voiced Canadian singer-songwriter who seamlessly blended spirituality and sexuality in songs like

Homem coloca vela na frente da casa de Leonard Cohen, em Montreal, na noite de quinta-feira, 10. Foto: Paul Chiasson/The Canadian Press via AP

Mais de 300 artistas — de grandezas variadas, de ambições e talentos difusos, mais e menos conhecidos — fizeram versões de Hallelujah, a canção que se transformou numa entidade.

A música levou quatro anos para ser composta, e consumiu mais de 80 cadernos de Leonard Cohen, segundo sua biógrafa, Sylvie Simmons. Um coral não profissional foi acrescentado às gravações, John Lissauer produziu o álbum Various Positions (1984), no qual a canção foi lançada, e por incrível que pareça este é um dos discos menos bem sucedidos de Cohen tanto comercial quanto criticamente.

+ LEIA MAIS: Leonard Cohen morre aos 82 anos – depois de ter prometido viver para sempre

Mas a coisa assumiu uma nova figura quando John Cale — ex-Velvet Underground — fez uma versão no disco I’m Your Fan, homenagem a Cohen. Depois, um talentosíssimo Jeff Buckley gravou, e infelizmente não viveu para ver o sucesso em que sua versão se transformaria. Bob Dylan gravou. Willie Nelson. Rufus Wainwright. Neil Diamond. Bono. A música foi parar até no Shrek e rendeu um livro, The Holy or the Broken: Leonard Cohen, Jeff Buckley & the Unlikely Ascent of “Hallelujah”, de Alan Light.

25 anos depois do seu lançamento, a revista Maclean afirmou que Hallelujah é “o mais próximo que a música pop teve de um texto sagrado”.

Conta Simmons: “Um jornalista exasperado pediu a moratória do uso de Hallelujah em trilhas de cinema e TV. “Eu meio que me sinto da mesma forma”, concordou Leonard em entrevista para a CBC. “Acho que é uma boa canção, mas foi cantada por gente demais.” Ele não conseguiu deixar de mencionar que também havia “um leve senso de vingança no meu coração” quando lembrou que a gravadora americana tinha se recusado a lançá-la. “Eles não a achavam boa o bastante.””

+ LEIA MAIS: 11 vezes que a cultura pop ‘torturou’ ‘Hallelujah’, música de Leonard Cohen

Veja 9 versões da canção:

JEFF BUCKLEY

 

 

BOB DYLAN

 

 

RUFUS WAINWRIGHT

 

 

BON JOVI

 

 

JENNIFER HUDSON E TORI KELLY

 

 

JOHN CALE

 

 

ALEXANDRA BURKE

 

 

BONO

 

 

K.D. LANG

 

 

E a versão oficial de Cohen, ao vivo:

 

 

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Leonard CohenmúsicaHallelujahmorte

Tendências: