As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ingressos falsos atrapalham micareta indie

Ana Clara Jabur

05 de novembro de 2011 | 20h23

Maiara Camargo e Pedro Antunes – Jornal da Tarde

Desde julho, a procura por ingressos para o Planeta Terra foi concorrida. Os 25 mil ingressos foram vendidos em 14 horas. A usual e concorrida procura por bilhetes na entrada do festival foi atenuada com a presença de ingressos falsos. Até às 18h, com cerca de 12 mil pessoas no festival – metade do total, de 25 mil – foram quase 150 ingressos apreendidos pela organização do evento.

Caso do casal de estudantes Pablo Flores Lourenço, de 26 anos, e Ana Clara Magalhães, de 22. Como não conseguiram comprar ingressos para o festival durante a venda oficial, eles procuraram nas redes sociais algum desistente interessado em vender as entradas.

Eles foram procurados por uma mulher identificada como Carla Silva, que estava vendendo entradas pelo site Comprei e Não Vou, uma espécie de classificados na rede, no qual os usuários colocam à venda bilhetes de shows que não poderão ir. Inicialmente Carla pediu R$ 600, mas Pablo e Ana negociaram e pagaram R$ 500 no par.

Na entrada, os ingressos foram identificados como falsos – o papel é mais frágil do que o original, que também tem detalhes em laranja. O casal ligou para Carla:  “Atendeu um homem, que negou que as entradas fossem falsas”, explicou Pablo. O JT também tentou entrar em contato com a vendedora, mas o celular estava desligado. A organização oficial do Planeta Terra desconhece a existência das entradas falsificadas.

A estudante ainda conta que encontrou outras sete pessoas na mesma situação. A saída foi se juntar às pessoas  na entrada do festival em busca de ingressos. O casal conseguiu e, ao se despedir da reportagem, já se dirigiu ao show da Nação Zumbi, também no palco Sonora, o principal.

Na porta, o preço é negociável, mas gira em torno de R$ 300 a unidade. Os próprios cambistas alertam sobre os ingressos falsos. “Olha, tem um com um adesivo no meio. Esse não compra, não”, explicou um deles à reportagem.

Tudo o que sabemos sobre:

planeta terra

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: