Houve um dia em que Keith Richards chegou perto de dar uma facada em Donald Trump
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Houve um dia em que Keith Richards chegou perto de dar uma facada em Donald Trump

Guilherme Sobota

10 de novembro de 2016 | 14h42

Musician Keith Richards attends a news conference to promote the film

Keith Richards. Foto: REUTERS/Fred Thornhill

Levando em conta esse episódio de 1989, não dá para dizer que os Rolling Stones são lá muito queridos pelo próximo presidente dos Estados Unidos da América.

O produtor dos Stones, Michael Cohl, compartilhou uma história sobre um show em Atlantic City em 1989, parte da turnê do disco Steel Wheels. Cohl teve a ideia de transformar o show em um pay-per-view na TV, como se fosse um jogo de futebol, mas para fazer isso ele precisava de um promotor que fosse investir uma boa grana de última hora. Aconteceu de ser o então apenas magnata Trump, dono do Trump Plaza Hotel & Casino.

Cohl contou à história ao site Pollstar, e disse que a banda relutou a aceitar o patrocínio de Trump, não querendo se associar à imagem dele. As condições foram então que o empresário não divulgasse o show em seus canais, nem desse entrevistas coletivas, nem mesmo comparecesse ao show.

Acontece que Trump não cumpriu a promessa e montou uma entrevista coletiva no mesmo dia. Cohl tentou impedi-lo, sem sucesso, e as tentativas chegaram aos ouvidos dos Stones.

Cohl: “Eles me chamaram de volta ao camarim, e nesse ponto Keith empunha sua faca, bate ela na mesa e diz: ‘Pra que mesmo você trabalha pra mim? Eu vou ter que ir lá e demiti-lo eu mesmo? Um de nós está deixando esse prédio, ou ele, ou nós’. Eu disse: ‘Não. Eu vou fazer isso. Não se preocupe’.”

De costas para Richards, Cohl disse a Trump que se ele não fosse embora, os Stones não tocariam naquela noite.

Sim, ele cedeu.

No ano passado, Keith Richards se pronunciou sobre a questão Trump (via Vanity Fair): “Você consegue imaginar Presidente Trump? O pior pesadelo. Mas não podemos dizer isso. Porque poderia acontecer. Isso é uma das coisas desse país. Quem imaginaria que Ronald Reagan seria presidente?”

Pois é, Keith, quem imaginaria…

Tudo o que sabemos sobre:

Rolling StonesmúsicaDonald Trump

Tendências: