Gilberto Gil encerra a Virada Cultural em São Paulo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Gilberto Gil encerra a Virada Cultural em São Paulo

Marcio Claesen

06 de maio de 2012 | 19h09

Para ver o encerramento da Virada Cultural na Estaçao Julio Prestes, com Gilberto Gil, valia de tudo. Churrasquinho embaixo de árvores, camarote em cima das arvores, cachorro agasalhado, camas improvisadas e muita disposição para dançar. Porque o coquetel de Gil foi turbinado a reggae e forró, com Bob Marley e Luiz Gonzaga. O público, bastante espalhado pela praça, podia ser estimado entre 20 e 30 mil pessoas.

Ele já começou arrasador, com um kit que juntava três dos seus maiores hits de quase 50 anos de carreira: “Realce”, “Tempo rei”, “A novidade”, “No woman no cry” e “Is this Love”. “Agradeço muito o convite de estar aqui nessa Virada Cultural que é de toda a São Paulo”, disse o ex-ministro da Cultura e um dos fundadores do Tropicalismo.

Com informações de Jotabê Medeiros

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.