Ela já havia dito que era problema
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ela já havia dito que era problema

SUELI MARCIALE

16 de janeiro de 2011 | 19h44

Amy Winehouse em todas as suas versões no palco durante a turnê de cinco shows no Brasil. Fotos: AE

Quem saiu frustrado dos shows de Amy Winehouse no Brasil deveria ter assistido, antes das apresentações da musa de Rehab por aqui, ao único registro oficial em DVD da cantora. Lançado em 2007, I Told I Was Trouble – nome retirado de trecho da música You Know I’m No Good, do álbum Black to Black (2006) -, dá uma ideia de como costumam ser as apresentações dela.

Não houve propaganda enganosa, da perspectiva artística. Desde o anúncio, a turnê foi vendida como sendo “nos mesmos moldes dos shows intimistas que faz nos pubs londrinos” e com “seus principais sucessos”. Com a postura frágil típica de quem costuma buscar refúgio no álcool e nas drogas para esquecer problemas pessoais, e após um afastamento de dois anos dos palcos, ela cumpriu satisfatoriamente, sim, o que estava prometido.

É uma pena saber que houve quem pagasse até R$ 500 para ir ao show esperando por escândalos ou efeitos visuais da engenharia que tomaram conta dos espetáculos de música pop. Na plateia, era fácil ouvir comentários maldosos toda vez que Amy levava uma das mãos ao nariz ou cambaleava um pouco enquanto chacoalhava o corpo com aquele jeito peculiar de dançar. Não é postura de fã.

Imperdoáveis mesmo foram os erros cometidos pela produção do evento. E não foi só a falta de cerveja gelada na pista VIP (na comum, nem quente tinha) antes mesmo de o show começar. Seguranças mal treinados empurravam com truculência a plateia porque três ou quatro espertalhões tentavam acessar a área VIP pelo estreito corredor lateral que ligava as duas pistas. Quem passou mal com o calor também teve muita dificuldade para conseguir chegar a um dos postos médicos.

A conversa não é nova, mas sempre vale insistir: o ingresso custa muito caro para tratarem o público como gado.

Leia mais sobre o show de Amy Winehouse em São Paulo

Tudo o que sabemos sobre:

amy winehousemúsicarehab

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.