Diretor de ‘Love’ afirma que seu filme ‘não é pornografia’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diretor de ‘Love’ afirma que seu filme ‘não é pornografia’

O Estado de São Paulo

04 Agosto 2015 | 15h52

PARIS – O cineasta italo-argentino Gaspar Noé garantiu nesta terça-feira que seu últimio filme, Love, “não é pornografia”, depois que um Tribunal francês proibiu sua exibição para menores de 18 anos por conter cenas de sexo explícito.

“Não é um filme pornográfico, é a história de amor de dois jovens que, apaixonados, perdem a cabeça, algo normal quando alguém se apaixona e, em consequência, faz amor”, garantiu o cineasta à emissora televisão BFMTV.

No jornal Libération, Noé assegura que essa decisão é “um anacronismo dos reacionários” que se assemelha “ao do Estado Islâmico”.

transa_535

O filme em 3D, apresentado no passado Festival de Cannes, é projetado nas salas francesas proibido para menores de 16 anos desde meados do mês passado, após receber o aval de Comissão Nacional do Cinema.

Mas ontem o Tribunal Administrativo de Paris ordenou que seja também vetado aos menores de 18 anos, após a denúncia apresentada por uma associação de “defesa dos valores judeu-cristãos”.

Noé, nascido em Buenos Aires há 51 anos, considerou que esta decisão não vai prejudicar seu filme, embora seu produtor, Vincent Maraval, tenha lamentado que o longa “vai beneficiar os filmes piratas”, já que “os menores de 18 anos vão assistí-lo na internet de forma ilegal”. Maraval indicou que recorrerá da sentença do Tribunal Administrativo perante o Conselho de Estado.

André Bonnet, advogado da associação “Promouvoir”, que promoveu o veto, garantiu que “não tem a ver com a censura”. “Temos que mostrar cenas pornográficas ou de extrema violência a menores que ainda não têm suficiente discernimento?”, questionou o advogado à BFMTV. (EFE)

Mais conteúdo sobre:

cinemaGaspar NoéLoveTransa 3D