As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com mensagens contra o racismo, O Rappa faz show enérgico no Lollapalooza

Ana Clara Jabur

07 de abril de 2012 | 17h14

o rappa_2.jpg

João Paulo Carvalho – estadão.com.br

Tinha tudo para ser só um show convencional, mas O Rappa fez questão de mostrar a força do rock brasileiro na tarde deste sábado, 7, no Palco Cidade Jardim do Festival Lollapaloza, no Jockey Club de São Paulo.

Com um repertório repleto de hits, Falcão fez o público pular, cantar e externar gritos épicos contra o racismo. “Que se dane a cor da pele, isso é o menos importante! Vamos todos juntos. Abaixo o preconceito!”, gritou o vocalista da banda nacional.

Apesar de ovacionado, O Rappa sofreu com diversos problemas técnicos no início do show. Vestido com uma camiseta com os dizeres “faça crescer seu prórpio futuro”.

[galeria id=2596]

Falcão tentou dribar as dificuldades. “Minha primeira vez no Lollapaloza merece um grito mais alto, vamos fzer barulho”, disse.

O repertório contou com uma avalanche de hits, entre eles Pescador de Ilusão, Minha Alma, O Salto, Súplica, Reza a Vela e Me Deixa.

Killing in the Name, do Rage Against the Machine, também foi tocada, para enlouquecer os que não estavam tão interessados assim na apresentação do grupo carioca.

Setlist:

1 – Reza Vela
2 – Meu Mundo é o Barro
3 – Homem Amarelo
4 – Maneiras
5 – O Salto
6 – Lado B Lado A
7 – Hey Joe
8 – Minha Alma
9 – Súplica Cearense
10 – Monstro Invisível
11 – Rodo Cotidiano
12 – Pescador de Ilusões
13 – Me Deixa

Saiba mais sobre o festival em nosso especial do Lollapalooza 2012

Tudo o que sabemos sobre:

falcãolollapalooza 2012o rappa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.