As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Chuva para o Alice in Chains se sentir em casa

Jair Stangler

15 de novembro de 2011 | 01h53

Jair Stangler – estadão.com.br

O Alice in Chains foi a penúltima banda a se apresentar no palco principal do SWU.  Com a chuva que continua a cair fortemente em Paulínia, a banda, que é da cidade americana de Seattle, berço do Grunge, deve ter se sentido em casa.

A banda mostrou competência no palco, em um show sem erros, e repleto de clássicos da banda. o grupo abriu o show com Them Bones, Dam That River e Rain When I Die. A surpresa ficou por conta de Check My Brain, que não estava no set list divulgado antes do show. O público, que cantou junto o tempo inteiro foi ao delírio quando a banda emendou Angry Chair com Man in the Box. Na sequencia, mais hits, finalizando com Would?

O  vocalista DuVal, que substituiu Layne Staley, morto em decorrência de seu vício em heroína em 2002, se destacou. É impressionante a semelhança que seu estilo de cantar guarda com o de seu antecessor.  O Alice in Chains, no entanto, não inventa. Poucas vezes , o guitarrista Jerry Cantrell pouco improvisou. Ainda assim, sua estave impecável. Basicamente, a banda repetiu, com muita competência e para deleite dos fãs, o que já está registrado em suas gravações.

Tudo o que sabemos sobre:

Alice in Chainsswu 2011swu3

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: