Bulldog Gary, que ajudou no tratamento de Carrie Fisher, ficará com a filha da atriz
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bulldog Gary, que ajudou no tratamento de Carrie Fisher, ficará com a filha da atriz

O Estado de São Paulo

28 Dezembro 2016 | 15h32

CarrieGary3

Carrie Fisher e Gary. Foto: Reprodução/Twitter

O querido bulldog francês Gary, que foi adotado para ajudar no tratamento do transtorno bipolar de Carrie Fisher, viverá a partir de agora com a filha da atriz, Billie. Gary tem quatro anos.

De acordo com o TMZ, Carrie sempre quis que esse fosse o destino de Gary caso algo acontecesse com ela. O cão estava com a atriz no voo entre Londres e Los Angeles, no qual ela teve uma parada cardíaca que acabou resultando na sua morte.

Carrie carregava o cão em vários lugares, inclusive em entrevistas e premieres mais recentes.

Ainda segundo o TMZ, amigos e familiares se reuniram na casa de Fisher em Beverly Hills para um velório particular, e o cachorro também estava lá.

Um perfil no Twitter (@Gary_TheDog) era mantido em nome do cão. Veja alguns dos mais recentes, prestando homenagens a Fisher:

Honoree Carrie Fisher and her dog Gary pose at the Oscar Wilde Awards at director J.J. Abrams' Bad Robot production company in Santa Monica, California February 19, 2015. REUTERS/Kevork Djansezian (UNITED STATES - Tags: ENTERTAINMENT)

FILE PHOTO: Honoree Carrie Fisher and her dog Gary pose at the Oscar Wilde Awards at director J.J. Abrams' Bad Robot production company in Santa Monica, California February 19,  2015.  REUTERS/Kevork Djansezian/File Photo

Carrie Fisher e o cão Gary, em uma cerimônia na Califórnia, em fevereiro de 2015. Fotos: REUTERS/Kevork Djansezian

Carrie Fisher morreu nesta terça-feira, 27, aos 60 anos, que completou em 21 de outubro.

Mais conteúdo sobre:

Carrie FishercinemaStar Wars