As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Após morte e tumultos, polícia alega tranquilidade na Virada Cultural

Marcio Claesen

06 de maio de 2012 | 15h30

Horas depois de registrar uma morte e tiroteio, a Polícia Militar afirma que o clima é de tranquilidade na Virada Cultural na tarde deste domingo.

O major Félix, responsável pela segurança do evento desde às 14h, informa que desde o último boletim preliminar emitido pela polícia, nenhuma ocorrência foi registrada no local.

Desde o início do evento foram presas 8 pessoas em flagrante, duas por tráfico de drogas, cinco por roubo e uma por estelionato. Além disso, 16 adolescentes foram apreendidos.

Uma jovem de 17 anos morreu com suspeita de overdose de cocaína e duas pessoas foram baleadas. Segundo o major da PM Carlos Alberto Silva, um agente da Polícia Federal disparou em direção a um táxi e, por isso, foi abordado por policiais militares. O agente teria revidado a ação dos PMs, houve troca de tiros e ele ficou ferido no abdômen.

Esse mesmo agente teria atirado, ainda segundo a PM, em um jovem, que também ficou ferido e foi hospitalizado. O agente da Polícia Federal será autuado em flagrante por resistência à prisão e tentativa de homicídio. Os feridos não correm risco de morte.

Tudo o que sabemos sobre:

Virada Cultural

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.