Abrem-se os portões para o show de Sir Paul
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Abrem-se os portões para o show de Sir Paul

Celso Filho

21 de novembro de 2010 | 18h06

Jair Stangler e Lucas Nobile

Por volta das 17h30, foram abertos os portões para o show de Sir Paul McCartney no estádio do Morumbi, em São Paulo. As filas já estavam gigantescas, ocupando praticamente todas as ruas próximas ao local. Não era para menos: os 64 mil ingressos colocados à venda para este show já estão esgotados, assim como os de segunda-feira.


Filas tomaram conta das ruas da região. Foto: Keiny Andrade/AE

Enquanto os fãs se amontavam nas ruas, uma plateia de 200 privilegiados – que pagaram US$ 1.400 por ingresso – puderam assistir à passagem de som,  que estava praticamente inaudível aos que esperavam do lado de fora.

Durante esse ajuste, Paul Mccartney tocou Penny Lane e Magical Mistery Tour (Beatles) e Bluebird (do Wings), entre outros sucessos.

Ao contrário de Porto Alegre, onde tal checagem durou pelo menos uma hora e meia, no Morumbi foram apenas 50 minutos. Nem tanto pela qualidade do áudio, mas porque o artista, que é britânico, atrasou-se.

De acordo com os que assistiram essa palhinha, o ex-beatle parecia um pouco tenso e desconfortável, por conta de seu atraso, e em decorrência do calor, já que ele vestia uma roupa preta. Às 19h, o DJ Maurício Valadares começou a tocar, substituindo a tradicional “banda de abertura”.

No lado de fora, um cambista vendia ingressos para pista Premium por R$ 1.000 e gramado por R$ 600.  Outro porém, estava vendendo ingresso de gramado pelos mesmos R$ 300 pagos no ingresso. Mais preços não puderam ser obtidos porque a conversa com os cambistas foi interrompida com a chegada de policiais.

Tudo o que sabemos sobre:

McCartneyPaulPaul McCartneyshows

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: