8 versões que comprovam a influência de Prince na música pop
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

8 versões que comprovam a influência de Prince na música pop

22 de abril de 2016 | 10h21

U.S. musician Prince performs on stage at Yas Arena in Yas Island, Abu Dhabi, United Arab Emirates November 14, 2010. REUTERS/Jumana El-Heloueh/File Photo TPX IMAGES OF THE DAYCom a terrível notícia da morte de Prince, milhares de homenagens apareceram nos sites de notícias e nas redes sociais: nada menos do que o esperado para um dos grandes mestres da cultura popular dos últimos 100 anos.

+ Análise: poucos foram capazes de criar um som tão único quanto Prince

Mas mesmo durante a sua vida, muitos artistas emprestaram seu talento de composição para fazer versões de canções de Prince, contribuindo na missão que ele tinha de empurrar as fronteiras dos gêneros musicais.

Nothing Compares 2 U – Sinead O’Connor

Prince lançou a canção no álbum The Family, em 1985, mas a versão de 1990 da cantora irlandesa catapultou a música para a fama mundial.

When Doves Cry – Patti Smith

Essa é a canção lançada como single principal de Purple Rain, o álbum de 1984, o primeiro hit número 1 de Prince, e se alguém poderia fazer uma versão ao mesmo tempo respeitosa e brilhante, esse alguém é Patti Smith. O cover saiu na coletânea Land, de 2002.

Never Take The Place of Your Man – Goo Goo Dolls

A banda de rock alternativo de Buffalo pegou a canção lançada por Prince em 1987 e adicionou elementos da guitarrada suja dos anos 1990.

Purple Rain – LeAnn Rimes

A cantora country escolheu a canção de Prince para fechar seu terceiro álbum de estúdio, Sittin’ on Top of the World, de 1998.

Beautiful Ones – Mariah Carey feat. Dru Hill

A diva do pop não se afasta muito da versão original, mas sua colaboração com Dru Hill, especialmente por causa de sua voz poderosa, deixa as coisas um pouco mais aéreas.

Kiss – Tom Jones

A canção altamente erótica de Prince meio que perde um elemento de sedução na versão engraçadinha de Tom Jones, mas a gravação mostra quão longe a influência do artista chegou.

Manic Monday – The Bangles

Prince compôs a canção – absurdamente pop –  e entregou ao The Bangles, grupo formado em Los Angeles em 1981. Ele usou um pseudônimo (Christopher) para assinar a canção.

She’s Always in My Hair – D’Angelo

O talentoso D’Angelo fez a versão para a trilha sonora de Pânico 2, e seus vocais e a produção particular deram um ar novo para a canção.

How Come You Don’t Call Me Anymore – Alicia Keys

A diva do R&B usou sua expansão vocal para transformar a balada de Prince em uma canção pop de primeira.

 

Tudo o que sabemos sobre:

músicaPatti SmithPrinceSinéad O'Connor

Tendências: