Scalene expande o terceiro disco, ‘magnetite’, com EP de faixas inéditas e versões acústicas; ouça
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Scalene expande o terceiro disco, ‘magnetite’, com EP de faixas inéditas e versões acústicas; ouça

Pedro Antunes

20 Abril 2018 | 10h20

Scalene é explosão e calmaria. Tudo ou nada. Ambos, como o movimento da maré, que vem e vai. E, quando chega, é avassalador, leva o que aparece pela frente.

A banda Scalene (Foto: Breno Galtier)

Com o terceiro disco, lançado no ano passado, de nome magnetite, a banda de Brasília estreou novos aspectos da sua sonoridade, acrescentando camadas de R&B e eletrônico às guitarras pesadas que ressoaram tão pesadas nos festivais – independentes ou massivos, como é o caso Rock in Rio 2017.

Para este ano, à véspera de uma apresentação em São Paulo, no Teatro Mars (mais informações ao fim do texto e aqui), o grupo expande o que já era expandido.

Chega, nesta sexta-feira, 20, o EP +gnetite, um trabalho que apresenta, em sete faixas, espalhadas por 22 minutos, mais nuances. São três canções inéditas – tempo, zamboni e impulso -, três que ganham versões acústicas – maré, cartão postal e phi -, e uma música registrada em estúdio pela primeira vez, vultos, anteriormente só disponível no disco ao Ao Vivo em Brasília, lançado em 2016.

+++ Siga o autor do blog e conheça o ‘Tem um Gato na Minha Vitrola’, um programa de música feito diretamente nos stories do Instagram

Da safra nova entregue em +gnetite, a Scalene, formada por Gustavo Bertoni (voz), Tomás Bertoni (guitarra), Lucas Furtado (baixo) e Philipe “Mkk” Nogueira (bateria), entrega a serenidade de tempo, mais atmosférica, e o estouro de zamboni.

impulsos é o meio-termo, com espaços em branco, outros preenchidos com pólvora. “meu impulso em te afastar”, canta  Philipe Nogueira , numa daquelas canções que vão ser compartilhadas nas redes sociais como “indiretinhas do bem” para anunciar amores confusos.

A já conhecida vultos fez por merecer o formato clean, de estúdio. A sessão acústica do EP entrega a calma, como se fosse o respiro.

Depois da onda, o mar se recolhe, afinal.

Ouça, abaixo, +gnetite, o novo EP da Scalene: 

Neste sábado, 21, a Scalene volta a São Paulo no primeiro show do ano na cidade. Com +gnetite, a banda expande o repertório da turnê baseada no terceiro álbum da trupe de Brasília magnetite.

Serviço: 
Scalene em São Paulo
Data: 21 de abril, sábado
Horário: a partir das 17h
Local: Teatro Mars l Rua João Passalacqua, 80 – Bela Vista
Ingressos: R$ 40,00 (meia entrada), R$ 60 (camarote promocional), R$ 80,00 (inteira), R$ 120,00 (camarote inteira)
Venda de ingressos aqui