Emicida com Ibeyi, Tim Bernardes desmonta um piano, Pitty se junta a Tássia Reis e Emmily Barreto: três clipes da semana
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Emicida com Ibeyi, Tim Bernardes desmonta um piano, Pitty se junta a Tássia Reis e Emmily Barreto: três clipes da semana

Pedro Antunes

08 Junho 2018 | 10h51

Uma semana, três clipes. Bora?

Emicida, Ibeyi e a ancestralidade do amor

A começar por Emicida, que desenrolou, pela primeira vez, rimas em espanhol, ao lado das irmãs-maravilha de origem cubana Lisa-Kaindé e Naomi Díaz que, juntas, formam o duo sensação Ibeyi.

Emicida e Ibeyi (Foto: Fióti)

Juntos, os três lançam o clipe de Hacia El Amor, uma canção gravada em São Paulo, no estúdio recém-inaugurado da Lab Fantasma, empresa comandada por Leandro (mais conhecido por Emicida) e seu irmão, Evandro Fióti, com a produção de Márcio Arantes.

O vídeo, com direção de Christian Beuchet, foi gravado em Paris, na França, em um cenário bastante urbano a formar um diálogo afinado com o discurso da canção. A dureza cotidiana, nos versos, é impactada pelo amor.

Da mesma forma, a música contemporânea dos artistas (o rap do brasileiro, o R&B das gêmeas) se conecta com a ancestralidade de ambos, que é trazida pelas batidas de percussão fundidas ao BPM vagaroso adotado na canção.

“Seguimos sempre o caminho do amor”, diz Emicida.

A canção também está disponível em todas as plataformas digitais.

Assista ao videoclipe de Hacia El Amor, de Emicida e Ibeyi:

Tim Bernardes desmonta um piano para recomeçar

Coitado do piano.

Tá, você certamente vai pensar nisso ao assistir ao novíssimo vídeo de Tim Bernardes, gravado para ilustrar o processo de transformação cantado em Recomeçar, música que dá nome ao primeiro disco solo do vocalista e guitarrista d’O Terno, lançado no ano passado.

Tim Bernardes, no clipe de ‘Recomeçar’ (Foto: Reprodução)

“Eu vou deixar ela ir embora. Chegou a hora. Chegou a hora”.

Tim Bernardes pode até se referir a um amor do qual é preciso se desapegar. Deixá-lo ir para fazer um bem danado depois. Também pode se referir à tristeza. Deixá-la ir também pode fazer um bem danado.

O ponto é que Recomeçar, a canção é, como o nome diz, um novo ponto de partida. Ao observar o copo e percebê-lo meio cheio ou meio vazio, Tim busca a versão mais positiva das coisas, mesmo que machuque.

Recomeçar encerra um álbum marcado por angústias e amarguras guardadas numa caixinha dentro do coração. Expostas, elas ardem, magoam como novas. Para um recomeço, é preciso encará-las, uma a uma, dar a elas o devido valor, deixar a lagriminha escorrer para, enfim, exorcizá-las.

“O que começa terá seu final. Isso é normal”, canta o rapaz. É bem por aí.

Daí chegamos ao piano, o coitado do piano. Um instrumento que, segundo um depoimento de Tim para a revista Noize, que criou uma versão especialíssima do álbum em vinil para seus assinantes, pertencia a avó dele e estava guardada em um porão.

(Vocês não precisam de uma explicação para essa metáfora do piano guardado no porão, certo? Falei dela há pouco, de outra forma, alguns parágrafos acima. Se não entendeu, volte duas casas no Jogo da Vida, aliás.)

Pois bem. O que Tim faz com o piano é um recomeço. É se desmontar inteiro, como se ele e o piano fossem um só. Vão se as teclas, vai se a madeira toda. Logo, o instrumento se desfaz. É a hora de recomeçar.

Assista ao videoclipe de Recomeçar, de Tim Bernardes:

Pitty se une a Tássia Reis e Emmily Barreto para quebrar padrões 

Com essa canção criada há algum tempo, Pitty senti que precisava mais vozes para, em coro, cantar Contramão, uma canção de ataque ao que é pré-estabelecido, aos padrões, a um mercado tão machista e venenoso.

“O jogo é traiçoeiro / Confundiu minha crença / Eu não sabia se era parte da cura ou da doença”, canta Pitty.

Tássia Reis, Pitty e Emmily Barreto (Foto: Takeuchiss)

Vieram, então, a rapper Tássia Reis (que há um mês lançou esse clipe aqui) e Emmily Barreto, vocalista do bandão da p… Far From Alaska.

Contramão é sobre escapar das armadilhas colocadas diante, principalmente, de mulheres. Cada uma das convidadas, além de Pitty, têm suas próprias histórias e suas vitórias diante das improbabilidades.

“Não dou espaço pra macho querer me definir”, rima a rapper.

Com uma estética de desconstruir padrões, o videoclipe de Contramão também foi criado por uma equipe chefiada por mulheres. A direção é de Judith Belfer e a produção é assinada pela Spray Filmes.

Assista ao vídeo de Contramão, de Pitty, com as participações de Tássia Reis e Emmily Barreto: 

E bom fim de semana para todos vocês 😉