Céu, Chico César, Maglore, Vanguart: Festival CoMA libera nova leva de atrações
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Céu, Chico César, Maglore, Vanguart: Festival CoMA libera nova leva de atrações

Pedro Antunes

07 Junho 2018 | 11h45

Não bastasse a suculência toda nas atrações já anunciadas para a segunda edição do Festival CoMA (sigla para Conferência de Música e Arte), realizado em Brasília, que inclui o lançamento de Deus É Mulher, de Elza Soares, shows de Flora Matos, Linn da Quebrada, Plutão Já Foi Planeta, Maurício PereiraMarcelo Jeneci, entre outros, a organização do festival solta mais uma leva de atrações, com exclusividade aqui no blog.

Céu (Foto: Gabriela Biló/Estadão)

Na nova lista, mais crocância do indie nacional (e internacional), capaz de traçar um panorama da música produzida em território brasileiro.

Do consagrado Chico César, nome que se reinventa e se refaz, sempre com leveza, a Céu, cantora cuja carreira consistente tem, cada novo disco, na lista de melhores do ano.

Da potência de Xenia França, uma das vozes do Aláfia que, sozinha, é dona de um gogó e uma história para se ouvir e reouvir, à candura, por vezes agridoce, de Ana Muller.

Maglore (Foto: Duane Carvalho)

Da estética dia nublado/dia de sol do Vanguart ao grito de libertação pop da Maglore. Do gostinho de novidade de gente como Scatolove e o inventivo Rafael Ops.

+++ Siga o autor do blog e conheça o ‘Tem um Gato na Minha Vitrola’, um programa de música feito diretamente nos stories do Instagram

Do sabor da sempre instigante Mundo Live S.A. ao frescor estético e show enérgico da ÀTTØØXXÁ.

A lista inclui ainda os projetos solo de Gustavo Bertoni, vocalista da Scalene, e Beto Mejia, ex-Móveis Coloniais de Acaju, o chileno ApokalipoAugusta, Jah Live, Rosa Luz, Alarmes, Aure e A Engrenagem.

Ufa – e novos nomes devem surgir em breve.

O Festival CoMA, chamado por esse que aqui escreve de Coachella do Cerrado, no ano passado, é uma adição interessante ao calendário de festivais independentes do País. Metade dele é dedicado à música no palco (com 50% de suas atrações locais) e, a outra, à conferência com debate do mercado fonográfico e suas diferentes frentes.

Em 2017, na estreia do CoMA, se apresentaram Scalene, Far From Alaska, Emicida, Lenine, Jaloo, entre muitos outros.

Scalene, no Festival CoMA, de 2017 (Foto: Yva? Santos)

O festival será realizado nos dias 10, 11 e 12 de agosto, no gramado da Funarte, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, Clube do Choro e Planetário. Os ingressos vão de R$ 40 (R$ 20, a meia-entrada), para cada dia de festival, a R$ 70 (R$35, a meia-entrada) para todos os dias. O passaporte que dá entrada à conferência e acesso aos shows custa R$ 125. Para comprar os ingressos, clique aqui.

Confira, abaixo, a lista com todos os shows anunciados até agora:

– Elza Soares
– Flora Matos
– Supercombo
– Linn da Quebrada
– Vitor Araújo.
– Marcelo Jeneci
– Maurício Pereira
– Thabata Lorena
– Menores Atos
– Sr. Gonzales
– Serenata Orquestra
– Machete Bomb
– Plutão já foi Planeta
– Pé de Cerrado
– Meu Amigo Tigre
– Muntchako
– Consuelo
– Ana Muller
– Apokalipo (Chile)
– ÀTTØØXXÁ
– Augusta
– Beto Mejia
– Céu
– Chico César
– Gustavo Bertoni
– Jah Live
– Maglore
– Mundo Livre S.A.
– Rafael Ops
– Rosa Luz
– Scatalove
– Vanguart
– Alarmes
– Xenia França
– Aure
– A Engrenagem