Antiprisma queima, se transforma e renasce com ‘Fogo Mais Fogo’; assista ao novo clipe
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Antiprisma queima, se transforma e renasce com ‘Fogo Mais Fogo’; assista ao novo clipe

Pedro Antunes

16 de julho de 2018 | 10h55

A fogueira, ali, queima. Arde, consome e se vai. Restam as cinzas e, depois, a vida surge de novo.

Como uma espécie de fênix. Assim é Fogo Mais Fogo, a nova canção do duo Antiprisma, formado por Elisa Moreira e Victor José. Reerguidos, mais provocantes do que nunca.

Antiprisma (Foto: Elisa Moreira Oieno)

O blog lança com exclusividade o videoclipe de Fogo Mais Fogo, dirigido por Elisa, criado para dar imagens aos sons da faixa, já lançada como single do novo álbum chamado Hemisférios, o segundo deles.

Assista ao vídeo de Fogo Mais Fogo:

A guitarra ácida presente no novo som do duo é obra da multi-artista e produtora Gabriela Deptulski, responsável por liderar o viajante projeto My Magical Glowing Lens.

“Fogo mais fogo resulta em ação”, cantam, em uníssono, Elisa e Victor.

A faixa, enebriada por essa vibe oriental, tem força hipnotizante. Trata de reconstrução, recomeço, de tudo pelo qual se passa ao se aproximar dos 30 e poucos anos. O fogo é a mudança – ou o desejo de transformação. Queima, arde, mas também limpa, cicatriza.

+++ Siga o autor do blog e conheça o ‘Tem um Gato na Minha Vitrola’, um programa de música feito diretamente nos stories do Instagram

Hemisférios, o disco, chega para ampliar o leque sonoro dos dois, ainda que, essencialmente, ainda traga aquilo que juntou os dois artistas após a banda Carrancazu.

“Dá para dizer que o novo disco estará mais aberto para as nossas experimentações criativas”, explica Elisa. “Principalmente pelo fato de que estamos gravando e produzindo por nós mesmos.”

“Acho que ao longo do disco vai ter bastante dessa vibe de Fogo Mais Fogo“, avalia Victor, “como também haverá momentos mais sóbrios. Estamos buscando ao longo desse processo todo entender melhor a dualidade e o que isso pode oferecer.”

Antiprisma (Foto: Elisa Moreira Oieno)

As influências em comum dialogam com as diferenças, as vozes que se entrelaçam como se dançassem, próximas e distantes, como ouvido em Fogo Mais Fogo.

“Acabamos percebendo de uma maneira muito forte essa característica dual e complementar no nosso trabalho, não só pelo fato de sermos um homem e uma mulher, mas até de características bem pessoais da personalidade e influências de cada um”, diz Elisa. “E sempre acabamos nos remetendo aos elementos da natureza para visualizar isso e como essa dualidade se reflete na música.”

Victor complementa: “Apesar desse single trazer uma pegada mais elétrica que antes não estava evidente nas nossas músicas, ainda preservamos nossa raíz, que é o casamento das vozes, a busca da harmonia entre nós dois, seja qual for a abordagem.”

Hemisférios será lançado pelo selo paulista Alcalina Records e sucede o delirante Planos Para Esta Encarnação, de 2016.

Tendências: