‘Zeroville’ atraca em San Sebastián

‘Zeroville’ atraca em San Sebastián

Rodrigo Fonseca

02 de agosto de 2019 | 10h40

James Franco (à esquerda) estrela e dirige “Zeroville”, que vai concorrer à Concha de Ouro de 2019

Rodrigo Fonseca
Dois anos depois de conquistar a Concha de Ouro do Festival de San Sebastián, com “O Artista do Desastre”, o ator e diretor James Franco vai voltar à competição oficial do evento espanhol, cuja 67ª edição vai de 20 a 27 de setembro, com o esperado “Zeroville”, comédia sobre a Hollywood de 1969. A escalação do longa-metragem foi anunciada nesta sexta pela direção artística do evento, que inclui ainda produções pilotadas por Louise Archambault, Guillaume Nicloux, José Luis Torres Leiva, Ina Weisse, Adilkhan Yerzhanov e David Zonana. É Franco quem protagoniza seu novo exercício autoral por trás das câmeras, numa investigação sobre a indústria de cinema dos EUA há 50 anos. Ele vive Vikar, um arquiteto que acaba sendo tragado pelos estúdios. Seth Rogen e Will Ferrel estão em seu elenco. Este ano, San Sebastián vai prestar uma homenagem à atriz espanhola Penélope Cruz – hoje em cartaz no Brasil com “Dor e glória” – e vai promover uma retrospectiva do diretor mexicano Roberto Gavaldón (1909-1986). Não há brasileiros em concurso, até agora.

Tendências: