Um Oscar ibero-americano

Um Oscar ibero-americano

Rodrigo Fonseca

04 Julho 2016 | 09h39

Ricardo Darín em

Ricardo Darín em “Koblic”: o muso da Argentina nas telas será o homanegado na festa uruguaia

Previsto para estrear no Brasil só em setembro, retratando a saga de um piloto em luta contra a ditadura argentina, o thriller político Kóblic tem como protagonista o muso nº 1 de seu país nas telas, Ricardo Darín, que, no dia 24 de julho, vai ser homenageado no Uruguai com uma láurea especial pelo conjunto de sua carreira numa premiação que se candidato ao posto de Oscar Ibero-americano: o prêmio Platino. Há hoje galardões de peso capazes de celebrar a força da América Latina nas telas, como o prêmio Fênix ou mesmo o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, com seu troféu Oscarito. Mas os Platinos chegam não apenas para expandir a celebração da força estética audiovisual do continente como também para incentivar uma integração de toda a indústria de língua espanhola e portuguesa das nações ibéricas, do Brasil e das pátrias hispânicas das Américas: são 23 países reunidos em um projeto cinematográfico comum. Fruto de uma sinergia entre a Entidade de Gestão de Direitos dos Produtores Audiovisuais (EGEDA) e a Federação Ibero-americana de Produtores Cinematográficos e Audiovisuais (FIPCA), a cerimônia já está em sua terceira edição, que será realizado no Centro de Convenções de Punta del Este, tendo o colombiano O Abraço da Serpente, de Ciro Guerra, e o guatemalteco Ixcanul, de Jayro Bustamante, como campeões de indicações. São 13 categorias ao todo e ambos concorrem em oito frentes cada.

Prêmio Platino

Além dos dois, concorrem na categoria principal, a de melhor filme, os longas: O Clã, de Pablo Trapero (Argentina); O Clube, de Pablo Larraín (Chile); e Truman, de Cesc Gay (Espanha). O Brasil só aparece como coprodutor do argentino Paulina, de Santiago Mitre, indicado aos prêmios de melhor atriz (Dolores Fonzi) e som. Darín concorre como melhor ator por Truman, mas já garantiu para si um troféu-tributo em honra de suas glórias cinematográficas do passado.

“O Abraço da Serpente”: oito indicações

No dia 24, o Canal Brasil vai transmitir a premiação ao vivo, dando um arranque na promoção do evento em solo nacional. É uma forma de passar em revista o quão radical o cinema latino vem sendo em circuito.

 

 

Mais conteúdo sobre:

Prêmios PlatinoRicardo darín