‘Tully’, o filme do momento

‘Tully’, o filme do momento

Rodrigo Fonseca

27 Maio 2018 | 12h09

Rodrigo Fonseca

Estandarte de autoralidades dos anos 2000, na forma pop e no conteúdo tragicômico, Jason Reitman atravessou a fronteira da década de 2010 sem o mesmo prestígio, nem o mesmo frescor de seus dias de “Obrigado Por Fumar” e “Juno”, pelo qual venceu o Festival de Roma em 2007. Criado para desbancar Veneza, com Nanni Moretti à frente de seu timão, o Rome Film Festival virou poeira do tempo, assim como a estrela de Jason, filho do igualmente deslocado Ivan Reitman. Porém, a perda de prestígio não é proporcional à perda de talento tampouco à perda de inquietação. Ainda talentoso e inquieto, JR brinda o cinema nestes dias de seca com “Tully”, mais um de seus delicados ensaios sobre a dor de amadurecer. Meu bode com Charlize Theron pediu trégua aqui, diante do empenho com que ela dribla seus cacoetes de onipotência no papel da gravidíssima Marlo. Formada em Letras, mas resignada ao papel de funcionária de RH, Malo vai ter o terceiro filho, em meio a um casamento sem sal. Mas a chegada de uma babá (Mackenzie Davis) pra lhe ajudar nos ofícios maternos sacudirá seu cotidiano cheio de fraldas sujas. Sua montagem valoriza o intimismo visceral do roteiro.

Mais conteúdo sobre:

TullyJason ReitmanCharlize Theron