Tiradentes põe Babu Santana na merecida apoteose

Tiradentes põe Babu Santana na merecida apoteose

Rodrigo Fonseca

11 Dezembro 2017 | 12h51

Babu Santana em “Estômago”: ator será homenageado pela Mostra de Tiradentes em janeiro

Rodrigo Fonseca
Tiradentes, sementinha do circuito anual de festivais nacionais de cinema, plantada em meados do mês de janeiro em solo mineiro, escolheu como seu homenageado de 2018 um carioca que tem tatuado no sangue uma luta pela inclusão: Babu Santana. Dez anos atrás, ele ganhou o mundo à frente de Estômago, ao lado de João Miguel. Na ocasião, foi laureado com o Prêmio Especial do Júri da Première Brasil pelo conjunto de sua obra e contou ao jornal Globo – a este que vos tecla – uma história trista, mas que aponta para a superação. Quando jovem, decidido a virar ator, ele ouviu de uma senhora que um sujeito “queixudo, barrigudo, de periferia” jamais teria chance de atuar. Doeu ouviu. Mas foi um prazer vencer e ser astro de produções populares como Tim Maia (2014). Mais prazeroso ainda será a chegada do dia 19/1, quando entrar nas Minas Gerais a fim de receber a homenagem da Mostra de Tiradentes, sob a curadoria de Cléber Eduardo e Lila Foster.  Aliás, os dois estão de parabéns pela escolha desse excepcional ás da atuação. Na abertura do evento, será projetado o mais recente trabalho dele: Café com Canela, de Glenda Nicácio e Ary Rosa, que, segundo boatos, pode ter vaga na Berlinale (15 a 25 de fevereiro). Em Tiradentes, também será exibido o longa-metragem Bandeira de Retalhos, de Sérgio Ricardo. A programação completa será anunciada nos próximos 20 dias.