Tem Paraguai e Robert Pattinson na luta pelo Urso de Ouro

Tem Paraguai e Robert Pattinson na luta pelo Urso de Ouro

Rodrigo Fonseca

15 Janeiro 2018 | 12h03

“Las Herederas”: coprodução entre Paraguai, Brasil e Uruguai sobre uma sexagenárias às voltas com um dinheiro que pode mudar sua vida

Rodrigo Fonseca
Ventos mornos andavam diluindo as CNTPs da Berlinale, com concorrentes de pouca mobilização midiática, até a manhã desta segunda-feira, quando a equipe de Dieter Kosslick, o diretor artístico do evento, anunciou uma nova fornada de competidores ao Urso de Ouro no evento, a ser aberto pela animação Ilha de Cachorros, do cult Wes Anderson. Tem até uma produção entre Paraguai, Brasil e Uruguai: Las Herederas, de Marcelo Martinessi, um drama sobre uma sexagenária, em Assunção, em 2012, às voltas com uma suposta fortuna capaz de mudar sua vida. Mas o maior chamariz para a imprensa é o western de tintas românticas e cômicas, dirigido pelos irmãos David e Nathan Zellner, chamado Damsel: nele, Robert Pattinson e Mia Wasikowska formam um par romântico em meio a uma natureza. No pacote de concorrentes anunciados ainda entraram:

3 Days in Quiberon (Alemanha), de Emily Atef; Pig (Irã), de Mani Haghighi; La Prière (França), de Cédric Kahn (com a musa germânica Hanna Schygulla); The Real Estate (Suécia), de Måns Månsson; Touch Me Not (Romênia), de Adina Pintilie; e Transit (Alemanha), de Christian Petzold, considerado o maior cineasta da indústria audiovisual alemã na atualidade, respeitado por crítica e público na Europa. No pacote de competidores anteriormente anunciados destacam-se Eva, do francês Benôit Jacquot; e Don’t Worry, He Won’t Get Far On Foot, do americano Gus Van Sant.

“Damsel”, dos irmãos Zellner

Na leva de títulos hors-concours entraram Black 47 (Irlanda), de Lance Daly (com Hugo Weaving, o Sr. Smith de Matrix); e os documentários Eldorado (Suíça), de Markus Imhoof; Gurrumul (Austrália), de Paul Williams; e Viaje a los Pueblos Fumigados(Argentina), do veterano Fernando Pino Solanas.

 

Para fazer jus à sua porção pop, a Berlinale preparou ainda uma sessão de gala em seu luxuoso Friedrichstadt-Palast para Monster Hunt 2, superprodução chinesa de Raman Hui, com Tony Leung.