Tem Pablo Trapero – dos bons – na TV neste domingo

Tem Pablo Trapero – dos bons – na TV neste domingo

Rodrigo Fonseca

02 de julho de 2017 | 12h21

“Nascido e Criado”, melhor filme latino de Gramado em 2007, tem sessão no Cone Sul no Canal Brasil este domingo

RODRIGO FONSECA
Tem cinema argentino – e dos melhores – esta noite no Canal Brasil: às 22h, na sessão Cone Sul – cujo roteiro é feito aqui pelo escriba do P de Pop – será exibida uma aula de tragédia ministrada por Pablo Trapero: Nascido e Criado. Lançado internacionalmente em 2006, no Festival de Toronto, o longa-metragem finca suas lentes na imensidão gelada da Patagônia, onde um designer e restaurador de objetos, o jovem Santiago, refugia-se para se esquecer de uma tragédia com sua mulher e filha. Santiago (vivido pelo ótimo Guillermo Pfening) isola-se da civilização, numa tentativa de criar para si uma nova vida, mas será assombrado pelos fantasmas de seu passado. Este drama existencial sobre remorso e arrependimento foi laureado com os Kikitos de melhor filme e direção no Festival de Gramado de 2007. Parceira do diretor na vida e na arte, Martina Gusmán estrela o longa, vivendo a mulher de Santiago. Responsável pelo fenômeno de bilheteria O Clã, de 2015, pelo qual ganhou o troféu de melhor diretor no Festival de Veneza, Trapero conquistou notoriedade internacional em 2002, com o sucesso do thriller social El Bonaerense – O Outro Lado da Lei, em Cannes. Ele é encarado pela crítica como um dos cineastas principais da chamada nueva onda latino-americana, movimento que renovou o continente, em bases audiovisuais, no início dos anos 2000. O diretor hoje integra um coletivo envolvido no projeto multinacional Roterdã, Eu Te Amo.