‘Sessão da Tarde’ no brilho de Alexandre Moreno

‘Sessão da Tarde’ no brilho de Alexandre Moreno

Rodrigo Fonseca

26 de março de 2021 | 14h12

Arthur Bach (Russell Brand, na voz de Alexandre Moreno) usa a Força para ajudar sua babá (Helen Mirren) na atração desta “Sessão da Tarde”

RODRIGO FONSECA
Embora tenha sido esnobado pelo público, em sua estreia nos EUA, encolhendo as chances que Russell Brand tinha de virar um astro, “Arthur, o Milionário Irresistível” (2011) é uma delícia de comédia romântica, que faz jus à sua matriz: a história do cachaceiro Arthur Bach, vivido por Dudley Moore (1935-2002) em 1981. Orçado em US$ 40 milhões, o remake pilotado pelo produtor e diretor de séries Jason Winer é a pedida perfeita para a “Sessão da Tarde” de um fim de semana assolado pela pandemia. É um sopro de doçura em tempos amaríssimos, que soa ainda mais potente na versão brasileira, graças ao desempenho de Alexandre Moreno dublando Brand. Voz oficial do canal Multishow, Moreno é classificado entre os críticos de Midas da dublagem, sobretudo por seu trabalho nas versões brasileiras de Adam Sandler. A maneira como ele dubla o leão Alex, da franquia “Madagascar” (2005 – 2012) é igualmente sinuosa, cheia de camadas dramáticas, de vida. Moreno consegue fazer a figura pinguça de Arthur soar ainda mais frágil – e encantadora. Na trama, esse ricaço desocupado suspira um querer grandão por uma moça toda engajada em causas humanistas, mas pobre de marré de si (Greta Gerwig). Helen Mirren vive a babá do endinheirado trapalhão. Na projeção da Globo, às 15h, Helen conta com o vozeirão de Mariangela Cantú e Greta é dublada por Flávia Saddy.

Falando em Moreno, vale conferir o trabalho dele dublando Steve Carell em “Space Force”, na Netflix. É uma aula de depuração de humor.

p.s.: A temporada do solo “Ana C.” termina neste fim de semana: são mais quatro sessões, no sábado e no domingo, às 19h e 21h. Misturando as linguagens do teatro e do cinema, a peça expõe os sentimentos que atravessaram a atriz Laura Nielsen durante a leitura da poesia de Ana Cristina Cesar. Haverá debate no sábado, após a sessão das 21h, com Luiz Guilherme Ribeiro Barbosa, doutor em teoria literária. Os links para as sessões gratuitas ficam disponíveis 30 minutos antes nas redes sociais do projeto.

p.s.2: Com direção de Rafaela Amado, o espetáculo “O Jogo”, premiado texto da autora venezuelana Mariela Romero, teve sua temporada virtual prorrogada até este domingo, 28/03. Em cena, estão as atrizes Geovana Metzger e Milah Coutinho, numa trama que expõe questões como desigualdade, opressão feminina e relações abusivas. Nesta sexta, haverá bate-papo com a psicóloga Rosangela Casal. Os ingressos estão disponíveis para compra pelo Sympla (www.sympla.com.br/espetaculoojogoonline) e, no domingo, haverá uma sessão gratuita com divulgação do link nas redes sociais da peça.

p.s.3: Que filmaço é “Druk – Mais Uma Rodada” (“Another Round”), lançado na quinta nos cinemas que ainda estavam abertos do RJ, mas que pode já ser encontrado na web, numa série de plataformas como NOW, iTunes/Apple TV, Google Play e YouTube Filmes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.