Se o Festival de Berlim acabasse hoje e o presidente do júri fosse eu…

Se o Festival de Berlim acabasse hoje e o presidente do júri fosse eu…

Rodrigo Fonseca

19 de fevereiro de 2016 | 16h08

Dava isso aqui, ó…

“The Commune”: excelência dinamarquesa no dogma do amor, sob a direção de Thomas Vinterberg

Urso de Ouro: The Commune, de Thomas Vinterberg;

Grande Prêmio do Júri: Fuocoammare, de Gianfranco Rosi;

Troféu Alfred Bauer de Inovação de Linguagem: A Lullaby to the Sorrowful Mystery, de Lav Diaz;

Direção: Tomasz Wasilewski, por The United States of Love;

Atriz: Julia Jentsch, por 24 Weeks;

Ator: Brendan Gleeson, por Alone in Berlin;

Roteiro: Danis Tanovc por Death in Sarajevo;

Contribuição Artística: Cartas da Guerra, de Ivo M. Ferreira, pela fotografia

Curta-metragem: Das Águas Que Passam, de Diego Zon

 

Mas quem vai decidir amanhã é a Meryl Streep. Que bom!

Tudo o que sabemos sobre:

BerlinaleThe CommuneUrso de Ouro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.