Paramount + aposta no carisma de Stallone

Paramount + aposta no carisma de Stallone

Rodrigo Fonseca

16 de junho de 2022 | 17h28

Stallone encarna o gângster Dwight “O General” Manfredi

Rodrigo Fonseca
Prestes a regressar aos cinemas no papel de um super-herói aposentado em “Samaritan” e já assegurado no terceiro tomo da franquia “Guardiões da Galáxia”, revivendo Stakar Ogord, Sylvester Stallone tem mobilizado espectadores com o trailer de “Tulsa King”, a primeira experiência como protagonista de série de sua carreira, iniciada em 1969. Estreia dia 13 de novembro na Paramount +. Taylor Sheridan, responsável pelo sucesso “Yellowstone”, é um dos criadores do projeto, que tem Terence Winter (de “A Família Soprano”) à frente do roteiro e da concepção de um universo mafioso. Stallone encarna Dwight Manfredi, o General, um gângster que passou 25 anos no xilindró e sai da cadeia com a missão de erguer uma célula da máfia em Tulsa, encarando uma realidade social diferente daquela em que se configurou como um criminoso assustador.

Aos 75 anos, Stallone anda atualmente em primeiro lugar na Netflix com o sucesso de “Rambo: Até o Fim” (2019) na streaminguesfera. E ele acaba de estrelar o quarto “Os Mercenários”, em que se despede do personagem Barney Ross. E estima-se que ele possa aparecer em “Creed III”, de Michael B. Jordan, numa despedida de Rocky Balboa.

p.s.: O delicioso “Bendito Fruto” (2004), de Sérgio Goldenberg, está de volta, nas telas do Globoplay. Eis um caso raro de comédia que disputou o troféu Candango de Brasília. Otávio Augusto agiganta a telona no papel de Edgar, dono de um salão de beleza que vive, há anos, um caso secreto com a apaixonada Mari (Zezeh Barbosa), sem valorizar o coração da moça. Mas a chegada de um antigo amor de seu passado (vivido por Vera Holtz) vai forçar Edgar a sair da inércia.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.