‘Mute’: um ‘Casablanca’ futurista à moda Bowie

‘Mute’: um ‘Casablanca’ futurista à moda Bowie

Rodrigo Fonseca

11 Janeiro 2018 | 15h00

Rodrigo Fonseca
Classificado como uma espécie de Casablanca futurista, Mute, uma produção Netflix com direção do filho de David Bowie, o cineasta Duncan Jones (Lunar), vem sendo encarada como um exercício de estranheza (mas estranheza criativa, das boas), conforme se especula sua participação no 68º Festival de Berlim (agendado de 15 a 25 de fevereiro). A trama se passa na capital alemã e tem como protagonista um dos nomes mais quentes do momento quando o assunto é galã europeu: o sueco Alexander Skarsgård, galardoado com o Globo de Ouro no último domingo por Big Little Lies. Na trama desta produção, cujo cenário é a Alemanha de 2050… 2060… Skarsgård é o barman Leo, que se envolve num conflito com gangsters locais para buscar o paradeiro de sua namorada. Paul Rudd entra no elenco como um potencial aliado de Leo.