‘Mistérios em Paris’ reforça a Reserva Imovision

‘Mistérios em Paris’ reforça a Reserva Imovision

Rodrigo Fonseca

08 de abril de 2021 | 15h35

RODRIGO FONSECA
Não bastasse agregar filmes que arrebatam corações, mentes e prêmios em Berlim, Cannes e Veneza ao longo das últimas três décadas, a plataforma digital Reserva Imovision também vai apostar em séries, em sua chegada à streaminguesfera, prevista para a segunda quinzena de abril, tendo “Mistérios em Paris”, antologia escrita por Elsa Marpeau e Mathieu Missoffe, como seu abre-alas no formato. É uma viagem à França do fim do século XIX, quando acontecem vários assassinatos em pontos conhecidos da capital francesa: o Moulin Rouge, a Torre Eiffel, a Ópera Garnier, a Praça Vendôme, o Museu do Louvre, a Universidade de Sorbonne e o Palácio Eliseu. Cada um envolve uma investigação distinta, capitaneada por uma heroína, celebrando a força feminina. Vai ter ainda “Luminares”, com Eva Green às voltas com a corrida do ouro na Nova Zelândia, a produção nacional “História da Alimentação no Brasil”, de Eugenio Puppo – ambas serializadas.

Existe a previsão de que esse experimento de Jean Thomas Bernardini – distribuidor por trás das operações da Imovision – contabilize mil títulos até o fim do ano. Seu novo serviço vai oferecer ao público duas opções de obter entretenimento: Assinatura, com acesso a todos os filmes da plataforma; Aluguel, incluindo qualquer título, que estará disponível durante 72 horas, sem precisar ser assinante. Sua plataforma pode ser acessada pelo computador, pela televisão (Smart TV com sistema Android TV, Apple TV ou Roku) e pelo aplicativo, disponível em iOS ou Android. Vale lembrar que Bernardini lançou joias do nosso cinema, como “Fim de Festa” (troféu Redentor de melhor filme no Festival do Rio 2019), e ganhadores de Palmas (“A Fita Branca”, “Amor”, “Azul É A Cor Mais Quente”) e de Ursos dourados (“A Separação” e “Instinto Materno”).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.