Mimo, um festival fofo como o nome sugere

Mimo, um festival fofo como o nome sugere

Rodrigo Fonseca

26 de março de 2021 | 11h37

“Clara Estrela” é uma das apostas do MIMO 2021

RODRIGO FONSECA
Trocando um plá sobre o futuro da exibição cinematográfica com a jornalista Andrea Pessoa, que anda pesquisando as estéticas de Wong Kar Wai a partir da releitura do mestre chinês na MUBI, o P DE POP recebe de presente a notícia de que vai ter MIMO pra fazer batuque no nosso coração cinéfilo em pleno arrocho da pandemia, em percussão online. Multimídia até o caroço, o festival, que acontece há 16 anos, ocupando espaços do patrimônio cultural de cidades históricas do Brasil e da Europa, terá uma edição via web neste 2021, a partir desta sexta-feira, navegando nas ondas da resiliência cultural até domingo. Entre os dias 26 e 28 de março, essa micareta audiovisual vai jogar confete na nossa carência de arte na forma de sete documentários, que podem ser assistidos de forma gratuita pela plataforma de streaming Vimeo (www.vimeo.com/mimofestival). São eles: “Nouvelle Vague by Nouvelle Vague” (direção: Marc Collin); “Vinil, Poeira e Groove” (direção: Diego Casanova); “Antes que me esqueçam, meu nome é Edy Star” (direção: Fernando Moraes); “A história de um Silva” (direção: Marcelo Gularte e Felipe Bretas); “O Astronauta Tupy” (direção: Pedro Bronz), “Alô, tudo bem? (direção: Helios Molina) e “Clara Estrela” (direção: Rodrigo Alzuguir e Susanna Lira).

Além de festejar a paquera do cinema com a música, o evento traz espaço para debates, apostando na banda curitibana Tuyo, em Luedji Luna, no candomblé sinestésico de Otto, nas paredes poéticas de Pedro Luís e no vozeirão de Cida Moreira, que lançará, em primeira mão, o seu elogiado disco “Um copo de veneno”. A atração internacional do ano será o Nouvelle Vague, coletivo francês que se tornou um fenômeno, sendo xará do movimento cinéfilo capitaneado por Agnès Varda, François Truffaut, JLGodard e cia. O show deles, gravado em Paris, exclusivamente para o MIMO, reúne seus maiores sucessos e comemora os 15 anos da banda. Toda a programação será transmitida pelo canal do MIMO Festival no YouTube, que dedica um dia para cada cidade que faz parte do seu roteiro presencial. Na ordem, o MIMO São Paulo acontecerá no dia 26 de março (sexta), o MIMO Rio de Janeiro em 27 de março (sábado) e o MIMO Olinda em 28 de março (domingo). Andrea, valeuzaço pela dica e não perde “A Mão” (2004), do Sr. Kar Wai no www.mubi.com. No dia 12 de abril, esse segmento do longa em episódios “Eros”, fotografado por Christopher Doyle, centrado na relação entre uma garota de programa de luxo e seu alfaiate, entram na MUBI. Perde não.

p.s.: A temporada do solo “Ana C.” termina neste fim de semana: são mais quatro sessões, no sábado e no domingo, às 19h e 21h. Misturando as linguagens do teatro e do cinema, a peça expõe os sentimentos que atravessaram a atriz Laura Nielsen durante a leitura da poesia de Ana Cristina Cesar. Haverá debate no sábado, após a sessão das 21h, com Luiz Guilherme Ribeiro Barbosa, doutor em teoria literária. Os links para as sessões gratuitas ficam disponíveis 30 minutos antes nas redes sociais do projeto.
p.s.2: Esta “Sessão da Tarde” tem “Arthur – O Milionário Irresistível” (“Arthur”, 2011), de Jason Winer, versão super pop do longa que tornou o inglês Dudley Moore (1935-2002) uma lenda do humor nos anos 1980. Russell Brand é o ricaço que suspira um querer grandão por uma moça toda engajada em causas humanistas, mas pobre de marré de si (Greta Gerwig). Helen Mirren vive a babá do endinheirado trapalhão, dublado aqui por Alexandre Moreno.
p.s.3: Com direção de Rafaela Amado, o espetáculo “O Jogo”, premiado texto da autora venezuelana Mariela Romero, teve sua temporada virtual prorrogada até este domingo, 28/03. Em cena, estão as atrizes Geovana Metzger e Milah Coutinho, numa trama que expõe questões como desigualdade, opressão feminina e relações abusivas. Nesta sexta, haverá bate-papo com a psicóloga Rosangela Casal. Os ingressos estão disponíveis para compra pelo Sympla (www.sympla.com.br/espetaculoojogoonline) e, no domingo, haverá uma sessão gratuita com divulgação do link nas redes sociais da peça.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.