Maribel Verdú sem rodeios em neochanchada pop

Maribel Verdú sem rodeios em neochanchada pop

Rodrigo Fonseca

16 de julho de 2018 | 18h42

Maribel Verdú em cena da comédia “Sem rodeios”, saliente neochanchada à moda espanhola, baseada em sucesso chileno

Rodrigo Fonseca
Imortalizada no imaginário cinéfilo das Américas com o guacamole “E sua mãe também”, de 2001, a espanhola Maribel Verdú se mantém imbatível nas telonas do Velho Mundo, em seu país de origem sobretudo, à frente de uma série de neochanchadas que raras vezes chegam por aqui. Analisando-se as produções do filão estreladas por ela, vale ficar atento (por razões de apuro estético) a uma comédia ácida chamada Sin Rodeos, dirigida pelo ator Santiago Segura (da franquia Torrente) com base no filme chileno Sin Filtro. Na saliente versão hecha en Espanha, comada de Empowered (ou seja, empoderada) nos EUA, Maribel encarna uma moça reprimida que solta seus demônios ao passar pelos poderes e poções de um guru. Depois dele, ela passa a falar o que pensa, sem freio algum.

p.s.: Diretor de “E sua mãe também”, o mexicano Alfonso Cuarón (de Gravidade) tem filme 0 KM pra lançar este ano: um drama chamado Roma, já esperado entre as atrações do Festival de Veneza (28 de agosto a 9 de setembro), que anuncia suas atrações no próximo dia 25.

Tendências: