Looke at ‘Leste Oeste’: na estrada do streaming

Looke at ‘Leste Oeste’: na estrada do streaming

Rodrigo Fonseca

26 de junho de 2020 | 14h15

Rodrigo Fonseca
Western urbano com cheiro de óleo diesel e freios de solitude, o turbinado “Leste Oeste”, vindo lá do Paraná, ingressou no cardápio de produções obrigatórias do streaming Looke (www.looke.com.br). É uma espécie de faroeste sobre quatro rodas, um drama on the road com cheiro de pneu queimado, costurado com uma elegância formal ímpar no atual seio do cinema brasileiro. Sua tessitura dramática é reforçada por uma linha afetiva das mais grossas, trançada com o cerol do desamparo. Seu realizador é Rodrigo Grota, um talento em curta metragem, celebrizado no formato pela potência da Trilogia do Esquecimento – formada por “Satori Uso” (2007), “Booker Pitman” (2008) e “Haruo Ohara” (2010). O dínamo Guilerme Peraro zela pela produção. Grota passa aos longas pelas curvas da ousadia, fazendo do ambiente das corridas de carro apenas uma biosfera para uma outra competição, de afetos, onde o troféu máximo é o amor de uma mulher que catalisa todos os quereres e todos os poderes de três gerações de homens de uma família. O currículo internacional de vitórias do longa-metragem inclui uma láurea no Van Gogh Awards: Prêmio Especial do Júri para Melhor Filme Dramático Internacional na 8ª edição do Amsterdam Film Festival, na Holanda. Ele recebeu ainda o prêmio de Melhor Longa Narrativo no 3rd Erie International Film Festival, nos EUA. O longa está ainda nas plataformas Now e Vivo.

A julgar por clássicos como “Grand Prix” (1966), de John Frankenheimer, ou mesmo uma traquinagem pop como “Roberto Carlos a 300 Km por Hora” (1970), de Roberto Farias, os filmes de corrida tendem a liberar uma descarga de adrenalina na tela capaz de eternizar sequências de ação esportiva. Mas há algo mais do que cheiro de borracha e de testosterona nesta produção egressa do Paraná. Seu protagonista é Ezequiel, um ás das estradas vivido por Felipe Kannenberg. Já a força feminina por quem todos brigam é Stela, papel defendido com esplendor por Simone Iliescu. Ambos ganharam prêmios (melhor atriz e melhor ator) no Cine PE, em Recife.
Com trilha sonora assinada por Rodrigo Guedes, líder do Grenade (uma das principais bandas do indie rock brasileiro), “Leste Oeste” foi filmado em meio a provas reais: as 100 Milhas de Kart e as 500 Milhas de Londrina. Na trama, o ex-piloto Ezequiel decide retornar à sua cidade natal, depois de um sumiço de 15 anos, para realizar uma última corrida. Lá, ele reencontra Stela, ex-mulher de seu irmão, Pedro, um jovem aspirante a piloto, e Angelo, o patriarca da família. Desse reencontro de almas danadas, nasce um combustível narrativo de explosão, que mais parece uma mistura do “Corrida sem Fim”, de Monte Hellman, com “The Brown Bunny”, de Vincent Gallo.

p.s.: Uma das experiências audiovisuais mais esperadas do ano, “Tenet”, de Christopher Nolan, teve sua estreia mundial adiada de julho para 12 de agosto, mostrando uma trama de conspiração.
p.s. 2: Visto por 5 milhões de pagantes em 2005, “2 Filhos de Francisco” terá sessão na TV Globo neste sábado, às 13h50, prometendo comover plateias com um desempenho devastador de Ângelo Antônio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.