Lando Calrissian assalta as bancas

Lando Calrissian assalta as bancas

Rodrigo Fonseca

14 de junho de 2016 | 12h32

Billy Dee Williams celebrizou Lando na franquia

Billy Dee Williams celebrizou Lando na franquia “Star Wars” em 1980 e 83

Em meio a uma entressafra quadrinística nas bancas nacionais, onde encadernados de R$ 30 pratas com republicações agrilhoam nosso olhar ao passado, a HQ Darth Vader, da Panini Comics, tem sido o grande prazer na linha de gibis mensais atualmente em edição no Brasil, sobretudo a partir de seu número atual (7), ao abrir páginas para a série Lando. Escrito por Charles Soule e desenhado (com estilo) por Alex Maleev, a partir dos personagens da safra clássica (anos 1980) de Star Wars, o quadrinho traz de volta o mercenário rival de Han Solo, interpretado na telona por Billy Dee Williams. Na versão quadinizada, Lando Calrissian usa sua lábia e seus dotes criminais para tramar o roubo de uma nave cheia de segredos do Império, o que desperta a ira de Palpatine. A trama aposta na ação e na sensualidade (dentro dos padrões limitadores da Disney), trazendo um clima de conspiração ao universo idealizado por George Lucas e agora herdado por J. J. Abrams. Lando sempre foi uma figura de exceção, um sintagma de hipocrisia e esperteza em um ambiente de maniqueísmo bem frisado.

Antes de chegar à saga de Lando, Darth Vader nos reserva um mergulho no Lado Negro da Força, ao lado do Lorde Sith mais feroz, tendo como deleite os desenhos de Salvador Larroca.

Lando 13

Falando em desenho bom… A Mythos acaba de mandar para as bancas um compilado com as histórias clássicas de Barry Windsor-Smith para Conan, o Bárbaro. Coisa fina.

Já que levantou-se a bola de Dee Williams, o ator está hoje com 79 anos e segue dublando seu anti-herói nos desenhos de Star Wars.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: