Kusturica, Ken Loach e Verhoeven reforçam o menu de San Sebastián

Kusturica, Ken Loach e Verhoeven reforçam o menu de San Sebastián

Rodrigo Fonseca

19 de agosto de 2016 | 10h12

“On The Milky Road”: Kusturica inédito vai direto de Veneza para San Sebastián

RODRIGO FONSECA

Primeiro filme de ficção do aclamado cineasta sérvio Emir Kusturica em nove anos, On The Milky Road já tem compromisso marcado após concorrer ao Leão de Ouro de Veneza: a love story geopolítica estrelada pelo próprio diretor e pela ninfa Mônica Bellucci vai diretamente para San Sebastián, elevar o cacife do festival espanhol. E ao lado dele estarão o holandês Paul Verhoeven, com o ímã de aplausos Elle, o italiano (nascido na Eritreia) Gianfranco Rosi com o doc ganhador do Urso de Ouro Fogo no Mar, o americano Ira Sachs com a produção EUA-Brasil Little Men e o marxista nº 1 das telas, Ken Loach, com o filme ganhador da Palma dourada de 2016 em Cannes, I, Daniel Blake. Tudo isso chega para vitaminar a mostra cinematográfica nº 1 da Espanha, que, este ano, vai de 16 a 24 de setembro, incluindo longas-metragens inéditos de Oliver Stone (Snowden), de Bertrand Bonello (Nocturama), de Ewan McGregor (estreando na direção com Pastoral Americana), de João Pedro Rodrigues (O Ornitólogo), de Jeff Nichols (o cult Midnight Special), de Todd Solondz (Wiener-Dog) e das brasileiras Eliane Caffé (Era o Hotel Cambridge) e Marília Rocha (A Cidade Onde Envelheço).

Reforços da América Latina também chegam para San Sebastián, com o anúncio da projeção de La Región Salvaje, do mexicano Amat Escalante. De Cuba chega Santa y Andrés, de Carlos Lechuga, sobre um escritor homossexual que tem seus passos sob a vigília do regime castrista. E o sempre surpreendente Daniel Burman – hoje envolvido no projeto da série Super Max da TV Globo – vai estar lá também com seu O Décimo Homem, lançado na abertura da mostra Panorama de Berlim e já exibido em circuito no Brasil.  

“The Red Turtle”: prêmio em Cannes

Duas pérolas da animação, reveladas em Cannes, vão tentar a sorte na Espanha também: Ma Vie de Courgette, do suíço Claude Barras, e The Red Turtle, de Michael Dudok de Wit. Este último vai passar aqui no Brasil em outubro, no Anima Mundi.

Para seu encerramento, San Sebastián reservou o esperado L’Odyssée, de Jérôme Salle, sobre o oceanógrafo Jacques-Yves Cousteau.

Tendências: