Jim Carrey no corredor polonês: cadê ‘True Crimes’?

Jim Carrey no corredor polonês: cadê ‘True Crimes’?

Rodrigo Fonseca

26 de novembro de 2017 | 10h43

Jim Carrey protagoniza “True Crimes”, filme policial polonês de 2016

Rodrigo Fonseca
Existe um boato de que Kidding, a série de amor e humor com Jim Carrey, dirigida por Michel Gondry, terá seus dois episódios iniciais exibidos pelo 68º Festival de Berlim, dada a rapidez com que o francês filma e dada a avidez pela figura do astro, o maior ator cômico descoberto por Hollywood nos últimos 30 anos. Nem no auge de sua carreira, entre 1994 e 1998, quando ele reinou imbatível nas bilheterias da comédia americana (apesar do saboroso deslize O Pentelho), falava-se tanto de Carrey quanto agora. Ele voltou ao centro da mídia (sobretudo a marrom) uma vez que problemas pessoais (suicídio de namorada, angústias existenciais, papéis que estrelou e depois rejeitou) fizeram com que ele se desligasse do cinema, preferindo apostar no exercício teledramatúrgico do amigo Gondry. Afinal, foi com ele que fez sua obra-prima: Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (2004). Porém… existe uma pergunta que quiçá no ar em torno do eterno Ace Ventura: onde foi parar True Crimes, um longa-metragem policial de produção polonesa, protagonizado por ele e dirigido pelo grego Alexandros Avranas (Miss Violence), que ganhou visibilidade no Festival de Varsóvia em 2016? Não passou mais em mostra alguma, não ganhou o circuito. Na trama, o comediante que nos matou de rir em O Mentiroso (1997) investiga um assassinato ligado a um episódio descrito num livro de sucesso. Tem Charlotte Gainsbourg na fita, que, no original, chama-se Prawdziwe Zbrodnie. Valia uma projeção por aqui.  

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: