Ganhador de Sundance, já no NetFlix, é chinfrim

Ganhador de Sundance, já no NetFlix, é chinfrim

Rodrigo Fonseca

16 Março 2017 | 11h13

Thriller metido a

Thriller metido a “Fargo”, a quase comédia “Já Não Me Sinto Em Casa Nesse Mundo” se perde na brutalidade e só impressiona pelo desempenho da atriz Melanie Lynskey

RODRIGO FONSECA
Xerox sem tinta de Fargo (o filme dos Coen, não aquela bobagem de série), Já Não Me Sinto Em Casa Nesse Mundo (I Don’t Feel at Home in This World Anymore), hoje em exibição no cardápio de aquisições do NetFlix, ganhou o Grande Prêmio do Júri (leia-se Melhor Filme) no Festival de Sundance, em janeiro, por alguma razão inexplicável pelo padrão de excelência de um evento dedicado a ideias fora das convenções narrativas da indústria. Não existe um lampejo de criatividade neste thriller com tintas de humor negro que marca a estreia na direção do ator Macon Blair – existe apenas estilo, vazio, a ponto de enjoar. Comparado com concorrentes de maior peso como o soberbo The Hero, com Sam Elliott, e o provocante To The Bone, com Keanu Reeves, ou ainda se avaliado em analogia ao elogiado Patti Cake$ (produção da brasileira RT Features), a comédia de erros de Blair não sustenta atributos estéticos para além da competência (ponto) com que o cineasta iniciante domina as ferramentas do suspense. Mas sua edição beira o canhestro – sobretudo no terço final – na condução de cenas de fuga e perseguição, costurando cortes sem a menor elegância. Sua fotografia é refém da direção de arte, sendo incapaz de aproveitar o cenário de floresta que aparece lá pelos 30 últimos minutos. Só o que se sustenta com eficiência plena é o desempenho da atriz neozelandesa Melanie Lynskey (parceira de Kate Winslet em Almas Gêmeas), perfeita no papel de Ruth, uma enfermeira cuja rotina de incômodos com a falta de altruísmo e de civilidade alheia (daí o título do filme) vira do avesso depois que sua casa é invadida e seu computador é roubado. Um vizinho esquisito (Elijah Wood, desperdiçado) vai ajudá-lo em sua busca pelos itens surrupiados abrindo deixa para uma ciranda de brutalidade que cresce sem respeitar a inteligência das sequências iniciais. Bola fora total de Sundance.