Ethan Hawke ferve a ‘Tela Quente’

Ethan Hawke ferve a ‘Tela Quente’

Rodrigo Fonseca

03 de novembro de 2019 | 11h05


RODRIGO FONSECA
Envolvido no elenco de uns dez novos longas-metragens, incluindo “Tonight at Noon”, de Michael Almereyda, Ethan Hawke anda num momento luminoso de sua carreira, em circulação pelo mundo com “The Truth”, de Hirokazu Koreeda, que abriu o último Festival de Veneza. Nesta segunda-feira, a “Tela Quente” da TV Globo tem um filme de ação classe B (de bom) com o ator como protagonista: “Um Dia Para Viver”. A versão brasileira de “24 hours to live” traz um elenco de dublagem de SP, com o ator Rodrigo Araújo cedendo a voz a Hawke. Indicado ao Oscar por cults como “Dia de Treinamento” (2001) e “Boyhood” (2014), o astro texano (que chega aos 49 anos nesta quarta) foi escalado para o papel de um matador impecável no gatilho. Com tintas fantásticas, a produção, rodada entre a Cidade do Cabo e Hong Kong, é repleta de sequências de ação impecáveis no domínio da adrenalina. Sua dramaturgia trafega por picos de inteligência, sobretudo nos momentos em que seu protagonista, Travis (Ethan) encara uma tragédia pessoal (a morte de sua mulher e de seu filho) a partir da qual ele se torna recluso. Na trama pilotada pelo dublê Brian Smrz, Travis volta ao combate a pedido de um colega de armas, Jim (o inglês Paul Anderson), para eliminar uma agente da Interpol, Lin (Xu Qing), que anda atrapalhando os planos de uma organização criminosa. As perseguições em que Travis se mete suspende o fôlego da plateia. Smrz dirige com um empenho plástico que evoca o melhor dos thrillers de pancadaria dos anos 1980. Vale a atenção. E ainda tem Rutger Hauer (que nos deixou este ano) numa participação especialíssima.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: