Curta um curta dos bons: ‘Som Guia’ no Canal Brasil

Curta um curta dos bons: ‘Som Guia’ no Canal Brasil

Rodrigo Fonseca

13 de setembro de 2017 | 09h28

Rodrigo Fonseca
Imagine um nível de incomunicabilidade (aquele mal de Antonioni) tão insuportável, mas tão insustentável, que levasse o mais corriqueiro diálogo do dia a dia a parecer fora de sincronia, incongruente: isso é Som Guia, o melhor filme que você vai ver nesta quarta na TV brasileira. É um curta-metragem, aclamado em sua passagem pelo Festival do Rio 2015, premiado no Vitória Cine Vídeo de 2016. Um haical que dói, mas que causa enleva pela urdidura precisa de sua narrativa alegórica, calçada no charme de um elenco de nobres do teatro, capaz de matar de inveja muito longa-metragem classe AA. Tem Mariana Lima, João Velho e um Enrique Diaz na patologia do vazio. Passa às 22h35 desta noite (dia 13) no Canal Brasil (sintoniza às dez e meia da noite pra não dar galho). A direção é de Felipe Rocha, o camaradinha (bom ator pra burro) que corteja Maria Ribeiro no quindim Como Nossos Pais, dando uma de mané. O roteiro é dele e tira da gente gargalhadas de incômodo. O riso é maior nos papos dessincronizados de Diaz com os demais. É uma metáfora sobre a arte (cada vez mais escassa) de saber escutar. A fotografia é de Mauro Pinheiro.

Depois dele, lá pra 0h20, tem o vaselinado O Bem Dotado – O Homem de Itu, um sucesso de bilheteria com Nuno Leal Maia no melhor do humor. Aproveita a viagem.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: