‘Creepy’ assombra o Halloween da MUBI

‘Creepy’ assombra o Halloween da MUBI

Rodrigo Fonseca

28 de outubro de 2021 | 13h38

Sr. Nishino (Teruyuki Kagawa) é a face do mal do longa que Kiyoshi Kurosawa exibiu na Berlinale, em 2016

RODRIGO FONSECA
Neste domingo de Halloween, 31 de outubro, a plataforma digital MUBI vai fazer uma retrospectiva de horror e incluiu em sua seleção uma joia do suspense referendada pelo Festival de Berlim, em sua edição de 2016: “Creepy”, do diretor Kiyoshi Kurosawa. Celebrado pela crítica internacional como um mestre do terror, definido como sendo uma espécie de Brian De Palma do Japão, capaz de arrebatar milhares de pagantes na Ásia, Kiyoshi consolidou em definitivo seu prestígio mundial ao receber da Berlnale o convite para apresentar, em sessão de gala, hors-concours, um thriller sobre os fantasmas de carne e osso que nos acossam. São dele cults do pavor como “Crimes Obscuros” (2006), “Pulse” (2001) e “Cure” (1997).
“Meu cinema é um estudo da condição humana e o assombro é parte dela. Assim como tem sido inerente a nós, historicamente, a necessidade de descobrir o que pode haver de particular na estranheza, no perigo”, disse Kiyoshi ao Estadão quando rodava “Wife of a Spy”, pelo qual recebeu o prêmio de melhor direção em Veneza, em 2020.
Coalhada de reviravoltas, a trama de “Creepy” o esforço de um policial aposentado para descobrir o que existe de violento por trás da excentricidade de seu vizinho boa-praça. Sangue não falta a esta narrativa que coroa a excelência de um cineasta com quatro décadas de carreira dedicadas às formas mais sangrentas de assombração. Sua trama é decalcada de um romance de Yukata Maekawa. Seu herói é o policial Takakura (Hidetoshi Nishijima), que abandona a farda depois de ser ferido por um serial killer no cumprimento do dever. No esforço de se reinventar, ele optar por virar professor e lecionar disciplinas ligadas ao estudo do crime. Mas, ao entrar para a universidade, ele acaba se distanciando de sua mulher (Yuko Takeuchi). O abismo entre o casal vai se abrir ainda mais quando ela começa a se aproximar do Sr. Nishino (Teruyuki Kagawa), morador da casa de trás, que esconde uma bestialidade sem par sob seus modos elegantes. A maldade que Nishino é capaz de deflagrar se materializa por meio objetos perfurantes, sobretudo seringas e agulhas.
Basta clicar www.mubi.com pra conferir a estética singular de Kiyoshi.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.