‘Corujão’ com George Clooney contra o Eixo

‘Corujão’ com George Clooney contra o Eixo

Rodrigo Fonseca

26 de março de 2020 | 22h18

Rodrigo Fonseca
Inimigo declarado de Trump, George Timothy Clooney chegou aos 58 anos filmando de modo cada vez mais espaçado, embora tenha um novo trabalho como realizador engatilhado para estrear pós quarentena, quiçá em Cannes ou Veneza: “The Midnight Sky”, sobre um cientista que busca deter a chegada de um foguete à Terra, em meio a uma hecatombe. Nos anos 2010, a carreira dele foi marcada por bilheterias beeeem irregulares (vide “Tomorrowland”); pela minissérie “Catch-22”, que não teve muito brilho; pro comerciais da Nespresso; e pelo ótimo “Jogo do Dinheiro” (2016), de Jodie Foster. Mas ele dirigiu um belo longa, há seis anos, que entra na grade da TV aberto nesta madrugada, via Globo: o “Corujão” vai exibir “Caçadores de Obras-primas”, produção de US$ 70 milhões, que faturou US$ 157 milhões. Agendada para 1h50, a exibição vai ser dublada, numa impecável versão brasileira da Delart, com o dínamo Marco Antonio Costa cedendo a voz a Clooney. Com base numa pesquisa de Robert M. Edsel e Bret Witter, “The Monuments Men” (título original) reescreve a batalha de um esquadrão de especialista em Belas Artes que, durante a II Guerra, tentou recuperar quadros e esculturas capturadas pelos nazistas. Cate Blanchett, Matt Damon, John Goodman e um inspiradíssimo Bill Murray dividam a tela com GC. O elenco inclui uma participação do maestro francês Alexandre Desplat, um dos maiores compositores de trilhas sonoras da atualidade. Clooney assina o roteiro em dobradinha com o ator e produtor Grant Heslov.

#TheMonumentsMen #Corujao #TVGlobo

Tendências: