‘Colegas’ vai ganhar uma parte dois

‘Colegas’ vai ganhar uma parte dois

Rodrigo Fonseca

10 de março de 2022 | 11h41

“Colegas” ganhou o Kikito de Melhor Filme em Gramado em 2012

RODRIGO FONSECA
Lançado há dez anos, no Festival de Gramado, de onde saiu com o Kikito de melhor filme, “Colegas”, de Marcelo Galvão, vai ganhar uma continuação que já está em fase de captação, retomando a parceria entre seus protagonistas – Breno Viola, Ariel Goldenberg e Rita Pokk – com foco na vivência da Síndrome de Down. O novo projeto será rodado no Brasil e no Uruguai. Além de atores com Down nos papéis principais, o longa-metragem também trará um personagem importante vivido por um ator com autismo. A meta de Galvão é construir uma comédia divertida, alegre e inclusiva, como foi o filme original. A produção é de Mayra Faour Auad, da Yourmama, e da Gatacine, com coprodução de Fernando Meirelles e da Globo Filmes.
“Foi emocionante nos vermos representados na tela grande”, conta Breno Viola. “As pessoas com síndrome de Down podem estar onde elas quiserem. Estou ansioso em voltar para o set e representar o de novo”.
Na trama do primeiro “Colegas”, três jovens com Down decidem fugir em busca de três desejos simples: Stalone (Ariel) quer ver o mar; Aninha (Rita) procura um marido; e Marcio (Breno) deseja voar. À sua maneira, cada um deles vai realizar seus anseios.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.