‘Chi-Raq’ direto pra TV no Brasil: não perca ‘o’ filme do ano… até agora

‘Chi-Raq’ direto pra TV no Brasil: não perca ‘o’ filme do ano… até agora

Rodrigo Fonseca

06 de junho de 2016 | 07h14

Wesley Snipes é o traficante Cíclope em

Wesley Snipes é o traficante Cíclope em “Chi-raq”: o melhor de Spike Lee em quase duas décadas

Coube à TV a cabo (e não ao circuito exibidor) a tarefa de acolher, no Brasil, o melhor filme do ano até aqui: Chi-Raq, o musical de Spike Lee. Ele entra na grade do canal Max no dia 19, às 21h. Exibido hors-concours no Festival de Berlim, esta produção da grife Amazon Studios é uma versão da peça grega Lisístrata, escrita por Aristófanes em 411 a. C., para a Chicago dos dias atuais, onde retrata a greve de sexo comandada pela namorada de um traficante a fim de diminuir a violência do local.  Lisístrata é vivida pela força da natureza Teyonah Parris, numa narrativa antirrealista, cheia de elementos gráficos característicos dos idiomas digitais da era I-Phone, Twitter e WhatsApp, que marca a volta de antigos parceiros do cineasta como Ângela Bassett, Wesley Snipes (memorável na pele do chefão Ciclope) e Samuel L. Jackson, como uma espécie de corifeu. O produtor e midas do rap Nick Cannon é o protagonista masculino, responsável por um banho de sangue.

 

“Fazer cinema depende de um espírito de equipe, o que me leva a traze gente nova pra tela, como faço aqui ao trazer John Cusack e Nick Cannon para o meu time, mas sem jamais descuidar dos parceiros do passado, como Snipes”, disse o cineasta ao P de Pop em Berlim, lembrando que o título Chi-Raq, tirado de uma gíria de rappers, causou incômodo na Prefeitura de Chicago ao expor a mortandade local ligada ao tráfico de drogas. “Quando filmei, Chicago estava abarrotada de turistas por todos os cantos, com os hotéis lotados, por conta de uma série de eventos. Mas como é que a área economicamente mais desassistida da cidade ficou? Essa é a pergunta que o Prefeito e todos nós precisamos fazer, pois é de lá que saiu a matéria-prima deste filme”.

 

Tudo o que sabemos sobre:

canal MaxChi-RaqNick CannonSpike Lee

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.