Cheiro de ‘Maresia’ (boa) no Canal Brasil

Cheiro de ‘Maresia’ (boa) no Canal Brasil

Rodrigo Fonseca

18 Abril 2017 | 10h39

Mariana Nunes e Julio Andrade em

Mariana Nunes e Julio Andrade num amor de “Maresia”: balada do mar salgado na TV

RODRIGO FONSECA
Borbulhas de tensão – e de rigor narrativo – vão se espalhar pelo Canal Brasil, esta noite, às 22h, na exibição do aquático Maresia, que estreia na TV a cabo após uma trajetória de elogios e prêmios em festivais. O primeiro foi o de Montreal, em terreno canadense, em concurso pelo Troféu Golden Zenith. Abrilhantado em seu elenco pelo eterno Capitão Furacão (o septuagenário ator e dublador Pietro Mario Bogianchini), o longa-metragem de Marcos Guttmann, é uma iguaria a ser degustada com o paladar do exotismo. A narrativa especular que o diretor de curtas como KM 0 construiu com base na prosa de Barco a Seco, de Rubens Figueiredo, compõe uma espécie de tratado sobre estética com base numa trama ficcional entre um especialista em artes plásticas e a obra errante de um pintor dado como morto há décadas. Os dois papéis foram oferecidos ao mesmo ator, a fúria viva Julio Andrade, cuja selvageria essencial, serve aqui tanto para dar corpo a um intelectual fechado a emoções (o marchand e pesquisador) quanto a um artista obediente apenas à maré. Ao seguir por estas duas trilhas, cada uma em um ponto da História, apoiado na afiada montagem de Waldir Xavier e Marília Moraes, sempre atenta à sensualidade, Guttmann esgarça uma bifurcação amorosa, na qual há de um lado a paixão do pintor por uma viúva (a pérola Mariana Nunes) e, do outro, a paixão de um analista por seu ofício – e pelo ideal de “verdade” que crê ser capaz de extrair deste trabalho. O resultado, além de uma homenagem à pintura como expressão inquieta do inconsciente, é uma discussão sobre o fazer artístico, pondo na balança criadores e críticos.

Em sua passagem pelo Cine Ceará, o filme ganhou os prêmios de melhor ator (Julio) e direção, consagrando a engenharia de filmagem de Guttmann. Neste sábado, ele volta a ser exibido no Canal Brasil, à 0h.