Chega às livrarias o ‘Game of Thrones’ da HQ brasileira

Chega às livrarias o ‘Game of Thrones’ da HQ brasileira

Rodrigo Fonseca

02 de agosto de 2016 | 01h34

Sequências de luta de

Sequências de luta de “O Coração do Cão Negro”, uma graphic novel capa & espada da Avec Editora, de DNA gaúcho

RODRIGO FONSECA

Em tempos de Game of Thrones e de escasseada presença de Conan e seus derivados das bancas, a graphic novel gaúcha O Coração do Cão Negro, lançada recentemente pela Avec Editora, ocupa nas livrarias uma brecha deixada pelo mercado quadrinístico brasileiro com o filão capa & espada, vitalizando o gênero com o domínio pleno de sua cartilha estilística e temática. Tem um herói bom – o mercenário irlandês Anrath – que fica na cabeça da gente ao fim da leitura, há um grau de realismo capaz de reduzir a fantasia a um ataque de uma horda de trolls e às mordidas de uma tênia das trevas, e, antes de tudo, prevalece nele uma amargura adulta (e legítima) em relação à finitude. O texto é de César Alcázar e o desenho é de Fred Rubim, ambos crias de Porto Alegre. Percebe-se uma influência nítida de Robert E. Howard na narrativa, centrada no empenho deste viking degredado, ronin do Velho Mundo, em busca de um medalhão, cuja descoberta dá margem a um enredo de traição cheio de cabeças cortadas. Vale a conferida atenta, sobretudo pelo teor de adrenalina e pela concisão nos diálogos.

O Coração do Cão Negro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: